Paraná tem 16 cidades sustentáveis e 12 entre as 100 mais competitivas do Brasil

Dezesseis cidades paranaenses aparecem entre as mais sustentáveis e 12 estão entre as 100 mais competitivas do Brasil na segunda edição do Ranking de Competitividade dos Municípios. O relatório, que pela primeira vez incluiu a análise de Governança Ambiental, Social e Corporativa (ESG, da sigla em inglês) e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) dos municípios brasileiros, foi divulgado nesta segunda-feira (22) pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria com a plataforma Gove e o Sebrae.

A análise do ranking leva em conta as cidades com população acima de 80 mil habitantes, de acordo com a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o ano de 2020. Dos 411 municípios brasileiros incluídos nesse recorte, 27 são do Paraná.

Destes, os que aparecem entre os 100 mais competitivos são Curitiba (6º), Maringá (17º), Francisco Beltrão (31º), Londrina (37º); Cascavel (39º); Toledo (58º); Pato Branco (63º); Campo Mourão (77º); Paranavaí (78º); Umuarama (90º); Ponta Grossa (96º); e Foz do Iguaçu (97º).

O Ranking de Competitividade dos Municípios é composto por 65 indicadores, organizados em 13 pilares, que tratam de temas como economia, acesso e qualidade da saúde, educação, meio ambiente, saneamento, segurança e funcionamento da máquina pública.

SUSTENTÁVEL – Curitiba é destaque no indicador de sustentabilidade, aparecendo em primeiro lugar entre as capitais e na quarta posição geral com relação ao índice ESG, que se refere às melhores práticas sociais, ambientais e de governança de um setor e é também um critério para investimentos. Levando em conta os ODS, elencados pela Organização das Nações Unidas (ONU), a paranaense fica na terceira posição entre as 26 capitais brasileiras.

No Estado, também pontuam entre as 100 primeiras, dentro do índice ESG, as cidades de Maringá (12º), Cascavel (18º), Toledo (28º), Francisco Beltrão (37º), Pato Branco (42º), Campo Mourão (44º), Londrina (49º), Pinhais (50º), Umuarama (63º), Paranavaí (65º), Foz do Iguaçu (71º), São José dos Pinhais (80º), Arapongas (91º), Cianorte (92º) e Ponta Grossa (98º).

Já com relação aos ODS, também foram elencados os municípios de Maringá (20º), Cascavel (24º), Francisco Beltrão (26º), Toledo (44º), Londrina (46º), Pato Branco (51º), Campo Mourão (54º), Foz do Iguaçu (76º), Paranavaí (81º), Umuarama (85º), Pinhais (88º), Ponta Grossa (89º), Cianorte (94º) e São José dos Pinhais (99º).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bolsonaro e Marito vão assinar ordem de serviço para obras de nova ponte internacional

Anúncio foi feito nesta quarta-feira (24), em Brasília, após reunião bilateral entre os dois presidentes.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez (Marito), vão se reunir nos próximos dias para autorizar as obras da nova ponte internacional entre os dois países, conectando o município paraguaio de Carmelo Peralta a Porto Murtinho, no Mato Grosso do Sul (MS). As obras terão recursos da Itaipu Binacional, assim como a Ponte da Integração, entre Foz do Iguaçu (PR) e Presidente Franco. A ligação já está 73% concluída e deve ser inaugurada em meados do ano que vem.

O anúncio da assinatura da nova ponte foi feito nesta quarta-feira (24), em Brasília, em pronunciamento conjunto após reunião bilateral entre os dois presidentes. Benítez está no Brasil em viagem oficial. A renovação do Anexo C, em 2023, da Itaipu Binacional também esteve na pauta da reunião, entre outros assuntos. “O nosso relacionamento, o nosso intercâmbio comercial, têm ido muito bem e vai ficar cada vez melhor”, afirmou Bolsonaro.

“Tratamos também do crime organizado. O Paraguai tem nos ajudado muito nesta questão. Inauguramos há pouco mais um radar em Ponta Porã e basicamente toda a nossa fronteira está blindada com esse novo radar”, acrescentou o presidente brasileiro.

Benítez destacou que a nova ponte internacional, sobre o Rio Paraguai, faz parte de um projeto maior, que é a Rota Bioceânica, permitindo que produtos brasileiros e paraguaios sejam embarcados em portos chilenos do Oceano Pacífico, reduzindo o tempo de viagem das exportações para países do Oriente, como China, Japão e Coreia do Sul.

Para o presidente paraguaio, essa obra vai “fortalecer nossa economia, nossos produtores, a nossa região, para que possamos enfrentar os grandes desafios econômicos que temos como região e como países aliados”. Ao final do pronunciamento, Benítez convidou Bolsonaro para uma viagem oficial ao Paraguai.

Com fim do pedágio, Estado deixa de emitir autorizações especiais de trânsito para rodovias federais

Com o término das concessões de pedágio, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) deixa de emitir Autorizações Especiais de Trânsito (AET) para circular nas rodovias federais do Anel de Integração. A mudança entra em vigor a partir desta sexta-feira (26).

A data marca o fim dos convênios de delegação das rodovias federais ao Governo do Paraná, que voltam a ser de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O órgão passará a emitir as AET para estas rodovias, por meio de seu portal. As autorizações emitidas pelo DER/PR até a véspera permanecem vigentes até expirar a sua validade.

As AET são documentos necessários para qualquer veículo ou combinação de veículos que ultrapasse os limites de peso e dimensões (largura, altura e comprimento), estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), para utilizar a malha rodoviária.

Os caminhões de cargas não divisíveis, como os usados no transporte de grandes peças metálicas ou peças pré-moldadas de concreto de uma fábrica até o local de uma obra, são exemplos de veículo que necessitam da AET.

Para verificar a jurisdição de cada rodovia, os transportadores podem consultar os mapas rodoviários do DER/PR.

Devido a ajustes operacionais, o DER/PR não irá emitir novas AET no dia 26, retornando as atividades normalmente na segunda-feira (29).

Acesse o Portal AET do DER/PR para emitir a documentação. Dúvidas sobre AET: Coordenação de Engenharia de Trafego e Segurança Rodoviária do DER/PR, pelo telefone (41) 3304-8398 ou pelo WhatsApp (41) 9-9632-1774.