Paraná supera 400 mil casos confirmados de Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta segunda-feira (28) 2.825 novos casos confirmados e 50 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus.
Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 401.631 casos confirmados e 7.671 mortos em decorrência da doença.
Os casos divulgados nesta segund-feira são: maio (1), junho (1), julho (1), agosto (3), setembro (1), outubro (3), novembro (102) e dezembro (2.713).

INTERNADOS – 1.534 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 1.188 pacientes em leitos SUS (610 em UTI e 578 em leitos clínicos/enfermaria) e 346 em leitos da rede particular (137 em UTI e 209 em leitos clínicos/enfermaria).
Há outros 1.150 pacientes internados, 456 em leitos UTI e 694 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informou a morte de mais 50 pacientes. São 20 mulheres e 30 homens, com idades que variam de 41 a 102 anos. Os óbitos ocorreram entre 20 de novembro a 28 de dezembro.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Colombo (5), Maringá (4), Cascavel (3), Lapa (3), São José dos Pinhais (3), Toledo (3), Arapongas (2), Cambé (2), Foz do Iguaçu (2), Guarapuava (2), Sabáudia (2), Santo Antônio da Platina (2).
A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Borrazópolis, Curitiba, Enéas Marques, Flor da Serra do Sul, Formosa do Oeste, Guaratuba, Itaipulândia, Jandaia do Sul, Marechal Cândido Rondon, Paiçandu, Palotina, Piraquara, Pontal do Paraná, Quedas do Iguaçu, Rolândia, Santa Izabel do Oeste, Santa Terezinha de Itaipu.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 3.064 casos de residentes de fora, 62 pessoas foram a óbito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abaixo-assinado de pais de alunos pede a volta às aulas presenciais em escolas do PR

Com a adoção de medidas mais pesadas de enfrentamento à propagação do novo coronavírus, as aulas presenciais nas escolas do Paraná estão proibidas de ocorrer, por determinação do decreto estadual anunciado na última sexta-feira (26). A ação deixou muitos pais e responsáveis pelas crianças ou adolescentes revoltados e um abaixo-assinado, que já atingiu mais de 21 mil pessoas, foi feito para cobrar respostas do governo do Paraná quanto à uma data de retorno das aulas. Vale reforçar que a educação é atividade essencial no estado

A petição pública foi criada no último fim de semana para cobrar das autoridades uma solução rápida para a questão. O decreto estadual é válido até o dia 8 de março e até lá, apenas alguns serviços que são considerados indispensáveis para a população podem funcionar, como mercados, farmácias, postos de gasolina, ótica e pet shops. O questionamento que os pais se fazem, é que por ser atividade essencial, as escolas teriam que estar abertas para atender os alunos.

 

Leia mais na Tribuna 

Pazuello visita UPA de Cascavel, cidade que vive colapso no sistema de saúde

O ministro da Saúde Eduardo Pazuello visita Cascavel, no oeste do Paraná, na tarde desta quinta-feira (4). A comitiva chegou por volta das 14h ao aeroporto da cidade.

Conforme a prefeitura, o prefeito Leonaldo Paranhos (PSC) levou o ministro a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Brasília, ao Centro de Vacinação Covid-19 e à obra do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná (Cisop).

Durante a visita, o ministro defendeu o “atendimento primário” para não sobrecarregar leitos de média e alta complexidade, sem detalhar que tipo de serviço seria esse.

Leia mais no G1