Turismo de Itaipu retoma visitas técnicas nos finais de semana e feriados

Venda de ingressos para o Itaipu Especial já está aberta no site do Complexo Turístico Itaipu (CTI). Serão adotados protocolos rigorosos de segurança, incluindo a exigência das duas doses da vacinação contra a covid-19

Fechado desde 18 de março de 2020, por causa da pandemia de covid-19, o passeio Itaipu Especial, um circuito técnico com passagens por áreas internas e externas da usina de Itaipu, volta a receber turistas neste final de semana. As primeiras visitas serão no sábado (27) e no domingo (28), em dois horários: às 10h e às 15h. Os ingressos já podem ser comprados no site do CTI (www.turismoitaipu.com.br).

Para garantir a segurança de visitantes e equipe técnica, o Complexo Turístico Itaipu (CTI) adotou protocolos rigorosos, incluindo a exigência do ciclo completo de vacinação contra a covi-19, com a última dose tomada no mínimo depois de 14 dias. O turista deverá apresentar a carteira de vacinação antes do embarque, no Centro de Recepção de Visitantes (CRV). Também será obrigatório o uso de máscara em todo o percurso.

Por enquanto, o Itaipu Especial será oferecido apenas nos finais de semana e feriados, com disponibilidade entre 20 e 40 vagas por saída. Após um período de testes, o passeio poderá ser ampliado para outros dias da semana. A gerente de negócios do CTI, Silvana Gomes, diz que o avanço da vacinação em todo o País e a queda do número de casos e internações permitiram a retomada do atrativo.

A expectativa é que a procura pelo passeio seja elevada em função do início da alta temporada, a partir de dezembro. “O Itaipu Especial é um dos passeios mais desejados pelo turista que visita Foz do Iguaçu. Nós nos preparamos para recebê-lo com qualidade e segurança”, disse Silvana.

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira, avalia que o retorno das visitas técnicas à usina representa um marco para a retomada da principal atividade econômica de Foz do Iguaçu, que foi um dos setores que mais sofreram com a pandemia.

“O Destino Iguaçu fez a sua lição de casa, a vacinação avançou no Brasil mais do que em muitos países da Europa, e hoje somos um dos destinos mais seguros do Brasil para visitar. Projetamos um 2022 com intensa movimentação, com benefícios para toda o segmento do turismo”, afirmou o general.

Por dentro da usina

O Itaipu Especial oferece um giro completo pela gigante de energia, com paradas dentro e fora da hidrelétrica. Além do Mirante Central, que permite uma vista panorâmica da barragem, o turista vai conhecer a Sala de Comando Central (CCR); passar ao lado dos condutos forçados (os enormes tubos brancos por onde escoam cerca de 700 mil litros de água por segundo); e percorrer a galeria dos geradores, de onde é possível ver as tampas das 20 unidades geradoras.

O visitante também terá a oportunidade de descer de elevador até a cota 92 acima do nível do mar e observar o eixo de uma das turbinas em pleno funcionamento; e depois subir ao topo da barragem, na cota 225 acima do nível do mar, e contemplar a imensidão do reservatório. Todo o passeio é guiado (em português, inglês e espanhol), com informações técnicas e curiosidades sobre os pontos visitados.

Por ser um circuito em área industrial, onde a produção de energia não para, o turista deverá atender a alguns requisitos, como ter 14 anos ou mais; usar calçado sem salto ou salto com até três centímetros de altura; largura mínima também de três centímetros, preso ao calcanhar; e roupa na altura do joelho, sem fendas ou transparências.

O valor do ingresso é de R$ 130. Moradores dos municípios da região binacional e lindeiros ao Lago de Itaipu têm desconto de 50%.

Outras novidades

A volta do Itaipu Especial não é a única novidade do Turismo de Itaipu. A partir de dezembro, os passeios voltam a ser diários, com exceção do Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), que fechará para manutenção somente nas segundas-feiras. Desde março, todos os atrativos (incluindo o Refúgio) não abriam na terça-feira.

Também a partir do dia 1º de dezembro, os passeios terão novos preços. O Itaipu Panorâmica passa de R$ 42 para R$ 46; a Itaipu Iluminada, de R$ 45 para R$ 48; e o Refúgio Biológico, de R$ 30 para R$ 35. Nesses três passeios, moradores dos municípios lindeiros não pagam ingresso.

Todas as informações, como preços e horários, e compra antecipada dos ingressos, podem ser feitas diretamente no site do Turismo Itaipu (www.turismoitaipu.gov.br).

Confira o roteiro do Itaipu Especial

  • Apresentação no Centro de Recepção de Visitantes de Itaipu;
  • Deslocamento de ônibus para a usina para visita às áreas externas e internas;
  • Passagem pelo Canal da Piracema, sem parada;
  • Cota 144 – Barragem Principal (catedrais), com vista do leito original do Rio Paraná;
  • Cota 145 – Sala de Despacho de Carga (SDC);
  • Cota 139 – Sala de Controle Central (CCR);
  • Cota 108 – Hall dos Geradores;
  • Cota 92 – Eixo da turbina de unidade geradora;
  • Cota 225 – Crista da Barragem, com parada;
  • Mirante do Vertedouro, com parada;
  • Mirante Central, com parada e exibição do filme institucional da usina;
  • Término da Visita e retorno ao Centro de Recepção de Visitantes.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vídeo mostra panorâmica da Tríplice Fronteira, do alto da roda gigante, novo atrativo turístico de Foz. Assista!

Circula em grupos de WhatsApp um vídeo mostrando uma panorâmica em 360 graus do alto da roda gigante, mais novo atrativo turístico de Foz do Iguaçu, que fica ao lado do Marco das 3 Fronteiras.

Na peça, é possível observar o rio Paraná com a margem paraguaia ao fundo, as torres da futura Ponte Internacional da Integração que vai unir o Brasil ao país vizinho, a foz do rio Iguaçu com o rio Paraná, os marcos das fronteiras e a margem argentina ao fundo.

Na margem do Paraguai vista do alto da roda gigante a partir de Foz do Iguaçu, ao fundo, temos a cidade de Presidente Franco. No lado argentino, ao fundo, encontramos Puerto Iguazú.

Assista abaixo:

Num dos detalhes é possível observar a diferença na coloração das águas dos dois rios no ponto exato da Tríplice Fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

A roda gigante de Foz do Iguaçu deverá ser inaugurada ainda em novembro deste ano (AQUI para relembrar).

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

16ª Feira Internacional do Livro irá homenagear a autora paranaense Alice Ruiz

Poetisa fará a abertura do evento, no sábado, 20. Edição de 2021 preza pela diversidade de gêneros e literatura

A Fundação Cultural de Foz do Iguaçu divulgou a programação da 16ª Feira Internacional do Livro, que será realizada de 20 a 27 de novembro, no Clube Gresfi. A escritora homenageada será a poetisa paranaense Alice Ruiz, que fará a abertura do evento no sábado (20).

Nesta edição, a curadoria prezou pela diversidade de gênero e literatura, como a presença do escritor indígena Daniel Munduruku, que também estará na abertura do evento, no sábado (20), e Eliane Potiguara, também escritora e ativista indígena, que fará uma palestra na terça-feira (23).

A lista de convidados também inclui Kiusam de Oliveira, autora de livros infantis com enfoque na luta antirracista por meio da literatura. Ela irá se apresentar na quarta-feira (24).

O evento terá autores de renome no Paraná, como Yuri Al’hanati; Caê Guimarães e Giovana Madalosso.

Entre as presenças do cenário nacional estão Henrique Rodrigues; Marçal Aquino; Aline Bei e André de Leones. Como presença internacional, o argentino Luciano Lamberti, para falar sobre a literatura e integração Latino-Americana.

Reencontro com a população

O diretor-presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues, destaca que será o momento esta edição da Feira do Livro ganha um destaque especial após o cancelamento da edição de 2020, por conta da pandemia. “Em ações de promoção cultural, a Feira do Livro é um carro-chefe, pois se trata de uma semana dedicada à literatura, arte e cultura. A programação que escolhemos é muito rica em diversidade, o que combina com uma cidade como Foz, que acolhe tantas culturas distintas”, afirmou.

A organização é feira por uma junção de trabalho das secretarias de Turismo, Trabalho, Juventude e Capacitação, Educação e Fundação Cultural. Para a diretora de Cultura, Thaisa Praxedes, é importante que toda a comunidade prestigie o evento e compareça para conhecer novos autores e obras.

“O universo literário é muito encantador. Todos os dias há algo novo para descobrir, ler e pesquisar, por isso temos essa semana separada para enriquecer ainda mais a nossa cidade com a cultura”, ressaltou.

Distribuição de vale-livros

Como já é tradição durante as edições da Feira do Livro, a Secretaria Municipal da Educação começou a distribuir os mais de 20 mil vale-livros para os alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino. As trocas poderão ser feitas no estande da secretaria.

A distribuição começou na última semana e ocorre de forma escalonada para os diretores das 50 escolas e 41 CMEIS (Centros Municipais de Educação Infantil). A Prefeitura de Foz do Iguaçu investiu R$ 606 mil na aquisição dos livros.

A Secretaria da Educação também utilizará uma reserva com mais de 3 mil exemplares que serão direcionados aos professores.

Os alunos farão visitas programadas à Feira do Livro com as próprias escolas, mas também poderão escolher os títulos durante visitas com os familiares. O projeto vale-livro existe desde 2014 na Rede Municipal de Ensino e tem como proposta incentivar a leitura entre os estudantes.

Confira a programação

SÁBADO | 20/11

Horário 20h – 21h

Alice Ruiz e Daniel Munduruku

Literaturas em tempos de paz e guerra (Daniel)

Pode haver um dia

em que a poesia

mude de endereço? (Alice)

DOMINGO | 21/11

Henrique Rodrigues e Yuri Al’Hanati

“Crônica e a poética do cotidiano”

SEGUNDA | 22/11

Marçal Aquino (virtual)

Memória, história e literatura na construção da ficção.

TERÇA | 23/11

Eliane Potiguara (virtual)

Escrever: a que será que se destina?

QUARTA | 24/11

Escritores paranaenses

Kiusam de Oliveira (virtual)

Antiracismo e literatura

QUINTA | 25/11

Caê Guimarães e Giovana Madalosso

Lutar com palavras é a luta mais vã?

SEXTA | 26/11

INTERNACIONAL Luciano Lamberti (virtual)

Literatura e integração latino-americana

SÁBADO | 27/11

Aline Bei e André de Leones

Companheiros, companheiras e fantasmas: escrita e processo.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz