Secretaria de Educação de Foz abre período de matrículas e transferências nas escolas

Nos CMEIS, as novas matrículas para alunos de 04 e 05 anos começam nesta quinta-feira (04)

Começou nesta quarta-feira (03) o período de matrículas e transferências nas escolas da rede municipal de ensino de Foz do Iguaçu para crianças provenientes de outros municípios ou da rede particular de ensino. Nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), as novas matrículas e transferências para alunos de 04 e 05 anos iniciam na quinta-feira (04).

Foz possui 50 escolas municipais e 42 CMEIS com 17.850 alunos matriculados no Ensino Fundamental e 7.686 na Educação Infantil. Para preencher o formulário de matrícula e entregar a documentação da criança, é necessário que apenas um dos responsáveis compareça à instituição de ensino de sua preferência, seguindo todas as medidas de prevenção ao Coronavírus, como o uso obrigatório de máscara.

O período de rematrículas na rede municipal ocorreu em novembro do ano passado e as matrículas para o 1º ano do Ensino Fundamental em dezembro. A SMED também esclarece que não há necessidade de os pais formarem filas ou pernoitarem nas escolas, já que todas as vagas estão garantidas.

Organização

As aulas na rede municipal recomeçam no dia 1º de março para alunos a partir de 4 anos. Os pais poderão optar em enviar os filhos ou manter as atividades remotas em casa.

A volta às aulas está sendo organizada pela Prefeitura de Foz desde o ano passado, quando foi criado um comitê com representantes das Secretarias de Saúde e Educação. O retorno acontecerá de forma segura, respeitando todas as medidas sanitárias, com distanciamento de um metro e meio entre as carteiras, medição de temperatura e uso obrigatório de máscara para todos os alunos e funcionários. As escolas também devem disponibilizar álcool em gel para higienização constante das mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto de lei quer incluir direitos dos animais no currículo escolar

“Prevenir os maus-tratos e respeitar os direitos dos animais pode vir a ser tarefa escolar. Essa é a proposta do projeto de lei que estou apresentando na Assembleia Legislativa do Paraná”, disse o deputado estadual Cobra Repórter (PSD) nesta quarta-feira (03). O projeto de lei pede a inclusão de conteúdos relativos a direitos dos animais e formas de proteção destes direitos nas escolas públicas e privadas do Estado do Paraná.

“A ideia é que as aulas sobre esses temas sejam norteadas pelo respeito ao meio ambiente, à fauna, à flora e à biodiversidade. Na minha opinião, a falta de informação é um dos responsáveis pelo sofrimento dos animais. Nada mais prudente que educar nossas crianças para que sejam mais conscientes. Ações educativas ajudam a diminuir os problemas relacionados à falta de informação a meu ver”, explicou o deputado.

De acordo com o texto do projeto, a inclusão de conteúdo sobre proteção e direito dos animais no currículo das escolas se baseia no seguinte: todo o animal possui direitos; o desconhecimento e o desprezo desses direitos têm levado e continuam a levar o homem a cometer crimes contra os animais e contra a natureza; a educação deve ensinar desde a infância a observar, a compreender, a respeitar e a amar os animais.

O deputado estadual Cobra Repórter é autor da Lei Estadual nº 19.472/2018, que institui o Julho Dourado. O objetivo da lei é realizar ações e motivar a população para que reflita sobre o bem-estar dos animais de rua e animais domésticos de estimação (pets).

Paraná recebe mais 146,8 mil doses da vacina contra a Covid-19

O Paraná recebeu mais 146,8 mil doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. O novo lote chegou ao estado na manhã desta quarta-feira (3).

Até terça-feira (2), 317.461 pessoas haviam sido imunizadas no Paraná, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Destas, 112.820 receberam duas doses do imunizante.

Com o novo lote, até agora, o Paraná recebeu 853 mil doses de vacinas contra a Covid-19 do Ministério da Saúde. Atualmente, as unidades enviadas são da CoronaVac/Butantan e Oxford/AstraZeneca.

Leia mais no G1