Secretaria da Saúde de Foz do Iguaçu anuncia antecipação de segunda dose da vacina contra a Covid

Mais de 9 mil pessoas poderão completar a imunização neste sábado (25) nas unidades de saúde; agendamento já está liberado

Moradores de Foz do Iguaçu com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 prevista para os dias 27 de setembro a 10 de outubro poderão receber o imunizante neste sábado (25) nas unidades básicas de saúde. O agendamento já está disponível no site da Prefeitura – http://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/.

O anúncio da antecipação das vacinas Pfizer e AstraZeneca foi feito hoje (21) pela secretária municipal de saúde, Rosa Maria Jerônymo. De acordo com ela, a meta é acelerar a imunização para que Foz do Iguaçu alcance pelo menos 75% de cobertura com a segunda dose até o final de outubro. Atualmente, 100% da população adulta (estimada) recebeu a primeira dose e 56,9% completou a imunização com as duas doses ou a dose única.

“O intervalo convencional entre as vacinas é de aproximadamente 90 dias e os intervalos mínimos, de duas a quatro semanas já foram respeitados, por isso não há nenhuma contra indicação para anteciparmos a segunda dose”, informou a secretária. A estimativa é que 9.800 pessoas completem a imunização neste sábado, o que permitirá chegar a 62% de cobertura vacinal.

Segundo a secretária, o município seguirá com a redução de intervalo entre as doses com a chegada de novos imunizantes. “Estamos antecipando agora porque temos essas doses aqui e, à medida que recebermos novos lotes, poderemos antecipar. No dia 16 de outubro temos a previsão de vacinar mais de 10 mil pessoas, e caso o município receba antes, também anteciparemos”, adiantou.

Vacinação

Foz do Iguaçu segue aplicando as primeiras doses na população acima de 18 anos e também deu início à terceira dose, ou dose de reforço em idosos com mais de 80 anos e imunossuprimidos.

A vacinação em adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades e jovens de 17 anos sem comorbidades iniciará somente com a chegada de novas doses. “Os adolescentes podem receber somente a vacina da Pfizer e não temos reserva técnica desta vacina no momento. Aguardamos o Governo do Estado nos enviar novas doses para começar a vacinação neste grupo”, informou a secretária Rosa.

Foz do Iguaçu aplicou até agora 306.749 doses de vacinas, 194.013 de primeira dose, 105.617 de segunda dose e 7.117 doses únicas.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hoje tem azulão da fronteira no ABC e o torcedor poderá assistir online

Foz do Iguaçu FC enfrenta o Iraty neste sábado (23), às 15h30. Partida terá transmissão ao vivo no Facebook do Azulão a partir das 15 horas

O Foz do Iguaçu Futebol Clube volta a enfrentar o Iraty neste sábado (23) pela abertura do segundo turno da primeira fase do Campeonato Paranaense da Terceira Divisão. A partida terá transmissão ao vivo no Facebook do Azulão (https://www.facebook.com/fozfutebolclube) a partir das 15 horas com a garantia de qualidade da equipe V.A Sports.

O técnico Pedrinho Maradona poderá contar com mais três reforços. São eles: o lateral esquerdo Luis Beltrame, revelado na base do Foz do Iguaçu FC craque teve passagens pelo Carlos Renault (SC), Barra (SC), Palmeiras (SP) e Santa Cruz (PE); o zagueiro Murilo Batalha, também revelado pela base do Foz do Iguaçu FC, o craque teve passagens pelo União (PR), Nacional (PB), FC Cascavel (PR) e Toledo (PR); finalizando a lista de reforços temos o atacante Giovanni que teve passagens pelo União (PR), Fluminense (SC) e Paraná (PR).

O Foz do Iguaçu F.C. leva o nome de nosso destino turístico de compras e jogos cada vez mais longe e tem as seguintes empresas como patrocinadoras FOZBET, INNOVA Agrotecnologia. No importante apoio logístico contamos com Wish Resorts Golf & Convention, Global Fisio, MediFoz, Iguassu Plaza Hotel , V.A Sports e Estatex Sports.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

Foz busca recursos para recapeamento das avenidas do Mercosul

O secretário de Planejamento e Captação de Recursos, Leandro Costa, reuniu-se com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para tratar a urgência de recapeamento asfáltico nas vias que cruzam a cidade para a Argentina e Paraguai

Nesta quarta-feira, 20, em Brasília, o secretário municipal de Planejamento e Captação de Recursos, Leandro Costa, expôs ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a urgência no recapeamento das vias utilizadas no corredor de exportação e importação para a Argentina que cortam parte do centro de Foz do Iguaçu até a BR-277. O tráfego de caminhões pesados passa pelas avenidas das Cataratas, Paraná e Costa e Silva até alcançar o porto seco na rodovia.

Uma nova reunião será marcada agora com o ministro da Integração Regional, Rogério Marinho, com vistas a obter recursos para o recapeamento das vias deste eixo, que vai continuar recebendo a sobrecarga até a entrega das obras da Perimetral Leste, o que deve ocorrer para meados de 2023.

“O ministro Tarcísio já adiantou que a liberação do trânsito para caminhões na Ponte da Integração só será autorizada após a conclusão da Perimetral Leste. Mesmo assim, precisamos, de forma urgente, revitalizar essas avenidas que também fazem parte do corredor turístico de Foz do Iguaçu”, afirmou Leandro Costa.

Nos planos da prefeitura já está a execução da revitalização das avenidas Costa e Silva e General Meira. Técnicos da Secretaria de Obras avaliam que a revitalização completa das avenidas das Cataratas e da Paraná só poderá ser executada após o desvio do tráfego dos caminhões pesados para a Perimetral Leste. Os custos de revitalização de três avenidas (Costa e Silva, General Meira e Cataratas) podem chegar a R$ 32 milhões.

Carga pesada

O que a prefeitura busca agora junto ao governo federal (Ministério de Integração Regional) são recursos para recapeamento asfáltico das vias para suportar o tráfego pesado dos caminhões que cruzam a cidade para a Argentina e Paraguai e vice-versa.

A própria Receita Federal aponta que o porto seco de Foz do Iguaçu liberou no primeiro semestre de 2021 mais de 98 mil caminhões, 21,4% maior do que o mesmo período de 2016, e 41,4% maior, quando comparado a 2020. “A partir dessa análise, a expectativa é de que ocorra um novo recorde em movimentação de cargas em 2021”. O número de cargas oriundas ou para a Argentina foi de 17.811 caminhões.

O valor movimentado representou, em seis meses, US$ 2,6 bilhões, cerca de US$ 1,5 bilhão oriundo de exportações e US$ 1,1 bilhão proveniente de importações. Em 2020, foram liberados 169.657 mil caminhões que movimentaram US$ 4,6 bilhões. Para a Argentina, foram liberadas 92 mil toneladas de cargas. Todos os caminhões utilizam o eixo formado pelas avenidas Costa e Silva, Paraná e Cataratas.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz