Programa do Material Escolar de Foz terá continuidade em 2023

O cartão entregue às famílias será o mesmo utilizado no próximo ano; novos cadastros estão sendo feitos durante as matrículas e rematrículas nas unidades de ensino

Em 2023, a Prefeitura de Foz do Iguaçu dará continuidade ao programa do Cartão Material Escolar, que auxilia as famílias de alunos matriculados na rede municipal de ensino na compra dos itens de papelaria para o ano letivo. O programa, inédito na cidade, contemplou este ano 27 mil alunos das 50 escolas e 44 Cmeis (Centros Municipais de Educação Infantil), com um investimento de quase R$ 4 milhões.

Para o próximo ano, a Secretaria Municipal da Educação informa que os cartões utilizados serão os mesmos entregues este ano com a liberação dos créditos na segunda quinzena de janeiro.

Veja também

Os novos cadastros estão sendo feitos pelas unidades escolares no ato da matrícula ou rematrícula dos alunos, bem como aqueles que necessitam da segunda via. Os novos cartões também serão entregues na segunda quinzena de janeiro, quando as escolas e Cmeis retomam o atendimento administrativo.

Os alunos que estão no Infantil 5 e vão cursar o 1º ano em 2023 deverão apresentar o cartão na escola onde será realizada a matrícula, para que possa ser feita a atualização.

Os beneficiários que ainda possuem o cartão, mas esqueceram a senha, podem resetar a senha pelo aplicativo da PRIME ou pelo telefone 0800-745-8877 da financeira PRIME.

Como funciona?

O funcionamento do programa será o mesmo. As famílias receberão o auxílio financeiro através do cartão, em nome do aluno, exclusivamente na função débito para utilização em papelarias cadastradas pelo município.

Os beneficiários só poderão adquirir os itens especificados na lista disponibilizada pela Secretaria Municipal da Educação. O prazo para a compra é de 6 meses.

Os novos cartões poderão ser desbloqueados no ato da primeira compra, onde o pai ou a mãe deverá criar uma senha de segurança com quatro dígitos.

Valores

Os valores do benefício variam conforme a faixa etária/ ano de ensino: R$ 80 para alunos do berçário; R$ 120 para alunos do maternal; R$ 160 para alunos da pré-escola (Infantil 4 e 5); R$ 165 para alunos do ensino fundamental nos anos iniciais (1º ao 3º); e R$ 180 para alunos do 4º e 5º ano do ensino fundamental. Para a Educação de Jovens e Adultos serão destinados R$ 160 por aluno.

Para mais informações, os pais podem buscar as unidades escolares ou entrar em contato com a Secretaria de Educação pelo Whatsaap funcional (45) 98424-4789.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Programa de Inovação Aberta da PUCPR recebe inscrições até 05 de fevereiro

O grupo educacional paranaense Positivo acaba de completar 50 anos com motivos para comemorar. Depois de dois anos de pandemia, entre o choque do isolamento, a adaptação ao ensino presencial, a perda de renda das famílias e a readaptação à nova realidade pós-pandemia, o Positivo começa a apresentar sinais de retomada de crescimento. “Em 2020 e 2021 fomos afetados sobremaneira por conta da crise econômica decorrente da covid-19. Muitas famílias perderam suas rendas e, embora tivéssemos adotado alguns programas de suporte a essas pessoas, muitos ficaram inadimplentes e outros não conseguiram manter os filhos na escola particular”, conta Lucas Guimarães, presidente da Positivo Educacional.

Mesmo sem conseguir retomar o número de alunos de antes da pandemia em todas as unidades escolares, o grupo chegou ao fim de 2022 com crescimento de 30% em relação ao ano anterior, com uma receita de R$ 850 milhões. O presidente atribui a retomada à estratégia de posicionamento do grupo de concentrar esforços na Educação Básica. Em 2016, a Positivo Educacional deu início a um movimento de vendas e aquisições, com o objetivo de reorganizar o portfólio, e se fortalecer nesse segmento.

Atualmente, o Positivo conta com 20 escolas próprias em sete municípios dos estados do Paraná e Santa Catarina, que vão da Educação Infantil ao Ensino Médio, incluindo o curso pré-vestibular. De acordo com Guimarães, o grande segredo para essa retomada é nunca ter medo de se reinventar. “Algumas vezes, mesmo quando estamos diante de um negócio de sucesso, é preciso repensar, acreditar e investir, inclusive em tempos de crise”, revelou o presidente.

Segundo ele, o momento é oportuno para retomar as aquisições. “Estamos estudando algumas oportunidades no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. Mas de forma conservadora, sem a agressividade que se tornou a tônica de outros grupos nacionais no segmento”, revela. Desde 2016, quando optou pelo reposicionamento, o Positivo tem mantido a média de uma aquisição por ano. 

De acordo com Guimarães, o Grupo Positivo deve inaugurar até 2024 uma unidade própria em um novo estado. Além disso, está em negociação para aquisição de três outras escolas também em outros estados, sendo que pelo menos uma deve ter o martelo batido já neste primeiro semestre de 2023. “Queremos ir para outros estados. A gente quer aprender nessas novas praças. E as três escolas que estamos avaliando a aquisição são bem tradicionais na região em que atuam”, revela o presidente.

A última aquisição do grupo foi em 2021, quando incorporou a St. James’ International School, de Londrina. “Desde que iniciamos a estratégia de expansão com foco no Ensino Básico, buscamos unidades que agreguem know how e se identifiquem com o nosso propósito, para que possamos garantir a continuidade do negócio, crescimento planejado e, acima de tudo, para assegurarmos a oferta de ensino de qualidade”, pontua Guimarães. no último ano, os colégios do grupo tiveram incremento de 7,2% no número de alunos e 28% em receita.

Além do Colégio e Curso Positivo, a Positivo Educacional compreende a Editora Aprende Brasil, que fornece sistema de ensino para mais de 400 mil alunos de escolas públicas municipais de todo o Brasil; a gráfica Posigraf, que imprime e distribui mais de 50 milhões de livros por ano; o Centro de Eventos Positivo, localizado no Parque Barigui; e o Instituto Positivo, cujo foco é o investimento social por meio de ações voltadas para a melhoria da educação pública. Atualmente, beneficia 32 mil alunos da rede pública de ensino. 

via redação Busão Curitiba

Oito dicas para ajudar na escolha da escola

Entre os dias 03 e 13 de janeiro de 2023, jovens com até 29 anos de idade que moram na comunidade Vila Torres, em Curitiba (PR), poderão se inscrever para participar do processo seletivo da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) que vai conceder até cinco bolsas de estudos integrais para cursos de graduação da Instituição.  

Esta é a quarta edição da iniciativa, que já ofertou 15 bolsas de estudos e de permanência para estudantes que estão cursando a primeira graduação em áreas como Relações Públicas, Direito, Medicina Veterinária, Economia e Administração. 

“O programa é uma forma de ampliar as oportunidades para os jovens que moram no entorno do câmpus de Curitiba da PUCPR, dos jovens que são nossos vizinhos. Acompanhamos toda a vida acadêmica desses estudantes e é gratificante perceber o desenvolvimento dos jovens”, afirma Rogério Renato Mateucci, reitor da instituição. 

Para participar do processo seletivo, é necessário que o candidato tenha concluído o Ensino Médio, não tenha diploma de Ensino Superior ou vínculo com outra instituição de Ensino Superior no ato da inscrição, tenha até 29 anos de idade completos em 2022, resida na comunidade Vila Torres e também que o grupo familiar do candidato tenha renda mensal per capita de até 1,5 salário-mínimo.  

Além da inscrição, o processo seletivo é composto por uma prova objetiva, avaliação documental e entrevista presencial. Os candidatos classificados receberão a bolsa de estudos para cursos de graduação da PUCPR e uma bolsa permanência no valor de R$ 400 mensais. Os cursos de Medicina, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências e Humanidades e Bacharelado Interdisciplinar em Saúde não são elegíveis.  

As inscrições poderão ser realizadas pelo site identidade.pucpr.br, a partir do dia 03 de janeiro de 2023. 

Serviço:  
Processo Seletivo Vila Torres  
Inscrição: de 03 a 13 de janeiro de 2023  
Site: identidade.pucpr.br 

via redação Busão Curitiba