Prefeitura de Foz credencia papelarias para receber cartão da criança escolar

Abertura do credenciamento dos estabelecimentos que poderão fornecer material para os alunos da rede municipal de ensino foi autorizada pelo prefeito Chico Brasileiro na segunda-feira (22)

O prefeito Chico Brasileiro anunciou na segunda-feira (22) a abertura do credenciamento de papelarias e empresas afins, no centro e nos bairros, que estarão aptas a receber o cartão da criança escolar e fornecer material para 27 mil alunos das escolas e centros municipais de educação infantil de Foz do Iguaçu. Chico Brasileiro também assinou a licitação para compra de 1,5 mil tablets aos estudantes do quarto ano e todos os professores da rede pública municipal infantil de ensino.

O programa de auxílio de material escolar prevê investimentos de R$ 4 milhões. A Secretaria Municipal de Educação também iniciou a entrega de vale-livros para estudantes e professores interessados na feira do livro. A pasta reservou R$ 500 mil para esta ação. “No próximo ano, vamos entregar um auxílio para tal fim. Este ano, o aluno e o professor poderão escolher um livro na feira”, disse a secretária Maria Justina da Silva.

O cartão escolar, segundo o prefeito, vai atender todas as crianças matriculadas na rede pública municipal, desde do maternal ao berçário. “Serão R$ 80 (berçário), R$ 120 (maternal), R$ 160 (pré-escola – infantil 4 e 5), R$ 165 (ensino fundamental, do 1º ao 3º ano) e R$ 180 (alunos do 4º e 5º ano do ensino fundamental). Para a Educação de Jovens e Adultos serão destinados R$ 160 por aluno”.

Tablets

“É o maior investimento da história de Foz do Iguaçu na educação pública municipal”, destacou Chico Brasileiro. A rede pública municipal é formada por 50 escolas e 42 centros de educação infantil. Cada aluno vai receber um cartão eletrônico com chip e/ou tarja magnética, com utilização restrita a compra dos materiais nos estabelecimentos credenciados.

Nas papelarias, só poderão ser adquiridos itens especificados na lista disponibilizada pela Secretaria Municipal da Educação. Poderão participar estabelecimentos varejistas de artigos de papelaria e material escolar, que tenham o CNAE de papelaria definido em sua atividade primária, com sede em Foz do Iguaçu. Com os cartões, as famílias terão até 180 dias para adquirir os produtos.

Os tablets, adianta o prefeito, servirão de suporte para pesquisas e implementação completa do livro de registro de classe, sistema de registro digital de notas e presenças dos alunos. O investimento do município é de R$ 2,4 milhões. “Esses equipamentos, com tecnologia de ponta, vêm para auxiliar o professor em sala de aula, potencializando as diversas formas de ensino”, afirma.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vídeo mostra panorâmica da Tríplice Fronteira, do alto da roda gigante, novo atrativo turístico de Foz. Assista!

Circula em grupos de WhatsApp um vídeo mostrando uma panorâmica em 360 graus do alto da roda gigante, mais novo atrativo turístico de Foz do Iguaçu, que fica ao lado do Marco das 3 Fronteiras.

Na peça, é possível observar o rio Paraná com a margem paraguaia ao fundo, as torres da futura Ponte Internacional da Integração que vai unir o Brasil ao país vizinho, a foz do rio Iguaçu com o rio Paraná, os marcos das fronteiras e a margem argentina ao fundo.

Na margem do Paraguai vista do alto da roda gigante a partir de Foz do Iguaçu, ao fundo, temos a cidade de Presidente Franco. No lado argentino, ao fundo, encontramos Puerto Iguazú.

Assista abaixo:

Num dos detalhes é possível observar a diferença na coloração das águas dos dois rios no ponto exato da Tríplice Fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

A roda gigante de Foz do Iguaçu deverá ser inaugurada ainda em novembro deste ano (AQUI para relembrar).

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

16ª Feira Internacional do Livro irá homenagear a autora paranaense Alice Ruiz

Poetisa fará a abertura do evento, no sábado, 20. Edição de 2021 preza pela diversidade de gêneros e literatura

A Fundação Cultural de Foz do Iguaçu divulgou a programação da 16ª Feira Internacional do Livro, que será realizada de 20 a 27 de novembro, no Clube Gresfi. A escritora homenageada será a poetisa paranaense Alice Ruiz, que fará a abertura do evento no sábado (20).

Nesta edição, a curadoria prezou pela diversidade de gênero e literatura, como a presença do escritor indígena Daniel Munduruku, que também estará na abertura do evento, no sábado (20), e Eliane Potiguara, também escritora e ativista indígena, que fará uma palestra na terça-feira (23).

A lista de convidados também inclui Kiusam de Oliveira, autora de livros infantis com enfoque na luta antirracista por meio da literatura. Ela irá se apresentar na quarta-feira (24).

O evento terá autores de renome no Paraná, como Yuri Al’hanati; Caê Guimarães e Giovana Madalosso.

Entre as presenças do cenário nacional estão Henrique Rodrigues; Marçal Aquino; Aline Bei e André de Leones. Como presença internacional, o argentino Luciano Lamberti, para falar sobre a literatura e integração Latino-Americana.

Reencontro com a população

O diretor-presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues, destaca que será o momento esta edição da Feira do Livro ganha um destaque especial após o cancelamento da edição de 2020, por conta da pandemia. “Em ações de promoção cultural, a Feira do Livro é um carro-chefe, pois se trata de uma semana dedicada à literatura, arte e cultura. A programação que escolhemos é muito rica em diversidade, o que combina com uma cidade como Foz, que acolhe tantas culturas distintas”, afirmou.

A organização é feira por uma junção de trabalho das secretarias de Turismo, Trabalho, Juventude e Capacitação, Educação e Fundação Cultural. Para a diretora de Cultura, Thaisa Praxedes, é importante que toda a comunidade prestigie o evento e compareça para conhecer novos autores e obras.

“O universo literário é muito encantador. Todos os dias há algo novo para descobrir, ler e pesquisar, por isso temos essa semana separada para enriquecer ainda mais a nossa cidade com a cultura”, ressaltou.

Distribuição de vale-livros

Como já é tradição durante as edições da Feira do Livro, a Secretaria Municipal da Educação começou a distribuir os mais de 20 mil vale-livros para os alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino. As trocas poderão ser feitas no estande da secretaria.

A distribuição começou na última semana e ocorre de forma escalonada para os diretores das 50 escolas e 41 CMEIS (Centros Municipais de Educação Infantil). A Prefeitura de Foz do Iguaçu investiu R$ 606 mil na aquisição dos livros.

A Secretaria da Educação também utilizará uma reserva com mais de 3 mil exemplares que serão direcionados aos professores.

Os alunos farão visitas programadas à Feira do Livro com as próprias escolas, mas também poderão escolher os títulos durante visitas com os familiares. O projeto vale-livro existe desde 2014 na Rede Municipal de Ensino e tem como proposta incentivar a leitura entre os estudantes.

Confira a programação

SÁBADO | 20/11

Horário 20h – 21h

Alice Ruiz e Daniel Munduruku

Literaturas em tempos de paz e guerra (Daniel)

Pode haver um dia

em que a poesia

mude de endereço? (Alice)

DOMINGO | 21/11

Henrique Rodrigues e Yuri Al’Hanati

“Crônica e a poética do cotidiano”

SEGUNDA | 22/11

Marçal Aquino (virtual)

Memória, história e literatura na construção da ficção.

TERÇA | 23/11

Eliane Potiguara (virtual)

Escrever: a que será que se destina?

QUARTA | 24/11

Escritores paranaenses

Kiusam de Oliveira (virtual)

Antiracismo e literatura

QUINTA | 25/11

Caê Guimarães e Giovana Madalosso

Lutar com palavras é a luta mais vã?

SEXTA | 26/11

INTERNACIONAL Luciano Lamberti (virtual)

Literatura e integração latino-americana

SÁBADO | 27/11

Aline Bei e André de Leones

Companheiros, companheiras e fantasmas: escrita e processo.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz