Jogando na Arena da Baixada, Athletico-PR empata com Estudiantes

No ano passado, Atlético-MG e Palmeiras disputaram um lugar na final da Libertadores. Nesta quarta-feira (3), Galo e Verdão começam a decidir, novamente, uma classificação no principal torneio de clubes do continente: desta vez disputa as semifinais. A bola rola para o primeiro duelo entre alvinegros e alviverdes a partir das 21h30 (horário de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte. O jogo será transmitido ao vivo na Rádio Nacional, com narração de André Luiz Mendes, comentários de Waldir Luiz, reportagem e plantão de notícias com Bruno Mendes.  

Em 2021, os paulistas levaram a melhor. Na partida de ida, no Allianz Parque, as equipes empataram sem gols. Na de volta, no Mineirão, nova igualdade, agora por 1 a 1, com gols dos atacantes Eduardo Vargas para o Atlético e Dudu a favor do Palmeiras. O critério do gol fora de casa (que não consta no regulamento deste ano) decidiu a classificação do Verdão, que ainda conquistaria o terceiro título sul-americano, sendo o segundo consecutivo, ao ganhar do Flamengo na decisão, em Montevidéu (Uruguai).

O cenário do confronto deste ano é diferente do ano passado. Em 2021, além de ter a melhor campanha daquela Libertadores, o Atlético liderava o Brasileirão (o Palmeiras estava em segundo) e também vinha forte na Copa do Brasil (onde o Verdão caiu na terceira fase, para o CRB). Os mineiros, inclusive, venceram os dois torneios. Desta vez, é o time paulista que encabeça a tabela do campeonato nacional (o Galo é o sétimo) e chega ao duelo como melhor time do torneio sul-americano, com 100% de aproveitamento após oito partidas.

Técnico que levou o Atlético aos títulos brasileiro e da Copa do Brasil em 2021, Cuca foi recontratado após a demissão de Antonio “El Turco” Mohamed, mas a reestreia foi amarga: derrota por 3 a 0 para o Internacional, no Beira-Rio, em Porto Alegre, no último domingo (31), pela 20ª rodada do campeonato nacional. Para complicar, o lateral Guilherme Arana saiu de campo reclamando de dores na coxa e virou dúvida – Dodô é opção. O volante Allan, que ainda cumpre suspensão pela expulsão no empate por 1 a 1 com o Emelec, em Guayaquil (Equador), no primeiro jogo do confronto das oitavas de final, está fora e deve dar a lugar a Otávio.

No reencontro de Cuca com a torcida no Mineirão, o Galo deve ir a campo com: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guga (Guilherme Arana); Otávio, Jair e Nacho Fernández; Ademir, Keno e Hulk.

No Palmeiras, o técnico Abel Ferreira ainda não sabe se poderá contar com Rony, que está recuperado de uma lesão na coxa, mas sem ritmo de jogo. Na vitória por 2 a 1 sobre o Ceará, no sábado passado (30), na Arena Castelão, em Fortaleza, pelo Brasileiro, José López foi escolhido como substituto do atacante. Na ocasião, o treinador português escalou o Verdão com força máxima.

A provável formação alviverde terá Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Joaquín Piquerez; Danilo, Zé Rafael, Raphael Veiga e Gustavo Scarpa; Dudu e José López.

via redação Busão Curitiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

termina hoje prazo para recusar nomeação como mesário

Nas eleições de outubro, mais uma vez, as mulheres são a maioria entre pessoas aptas a votar. Segundo levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dos mais de 156,4 milhões de eleitores que poderão participar do pleito nos dois turnos, 53%, pouco mais de 82,3 milhões, são do gênero feminino e 74 milhões do masculino, que equivale a 47%.

Na distribuição regional dos eleitores, os três maiores colégios eleitorais – São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro concentram quase a metade dos votos do país (42,64%).

O estado de São Paulo, que sozinho detém 22,16% dos eleitores, há cerca 18,3 milhões de mulheres e 16, 2 milhões homens em condições de votar.

Na segunda posição do ranking, o eleitorado mineiro é formado por 8, 5 milhões de mulheres e 7,7 milhões de homens.

Já o Rio de Janeiro, terceiro maior colégio eleitoral brasileiro, os votos femininos superam em 1 milhão os dos homens. No estado, 6,9 milhões de votantes são do gênero feminino e 5, 9 milhões do masculino.

A Bahia vem na quarta posição, com cerca de 11,2 milhões de eleitores. Lá, as mulheres correspondem a 52,5% dos votantes, enquanto os homens representam 47,5% do eleitorado baiano.

Perfil

Segundo o TSE, a maior parte das eleitoras brasileiras (5,33%) tem de 35 a 39 anos, seguida das mulheres com idade entre 40 e 44 anos (5,32%). A faixa de 25 a 29 anos soma 5,2%. Apesar do voto no Brasil ser obrigatório entre 18 e 70 anos, um dado curioso é o de eleitoras com 100 anos ou mais: são 87,4 mil.

Exterior

Entre eleitores que moram no exterior, elas, também estão em maioria. Das quase 700 mil pessoas que moram fora do país e se habilitaram para votar para o cargo de presidente da República, 59% são mulheres e 41% homens.

Representação

Números tão expressivos ainda não se refletem em assentos políticos e de poder. Segundo o TSE, nesses espaços, as mulheres continuam sub-representadas. Nas Eleições Gerais de 2018, apenas seis das 81 vagas do Senado Federal foram conquistadas por mulheres. Na Câmara, dos 513 eleitos somente 77 eram do sexo feminino. Em 2018, apenas uma governadora foi eleita: Maria de Fátima Bezerra, no Rio Grande do Norte (RN).

Para incentivar a entrada e a permanência das mulheres na política, o TSE lançou, em junho de 2022, a nova campanha Mais Mulheres na Política 2022. Exibida nacionalmente em emissoras de rádio e de televisão, redes sociais da Justiça Eleitoral e no Portal do Tribunal, a campanha enfatiza a diferença entre o Brasil real, de forte presença feminina, e o Brasil político, universo no qual as mulheres ainda são minoria.

Na avaliação do presidente da Corte Eleitoral, ministro Edson Fachin, a democracia sem a expressão do feminismo se atrofia, torna-se uma mera formalidade, perde a representatividade. Para o ministro, a democracia, para ser plena, tem que apresentar a sua face feminina.

“Além da questão da visibilidade das mulheres, há também a questão da efetividade das medidas que visam garantir a elas o acesso e a voz nos espaços da vida política do país. A Justiça Eleitoral está do lado da materialização dos direitos que são inerentes à condição feminina”, destacou à época do lançamento da campanha.

via redação Busão Curitiba

Futebol de cegos: Brasil vence Grand Prix e garante vaga em Mundial

A seleção brasileira masculina de futebol de cegos garantiu vaga no Mundial do ano que vem, em Birminghan (Inglaterra), ao conquistar o título inédito do IBSA Grand Prix, em Puebla (México). A decisão do título foi contra a rival Argentina no domingo (8). Após empate em 0 a 0 no tempo regulamentar, os brasileiros levaram a melhor na cobrança de pênaltis, com vitória por 3 a 2. Triunfo com gosto de revanche: na primeira fase do torneio a seleção sofreu revés de 1 a 0.  A terceira colocação ficou com o México que derrotou a Costa Rica, também nos pênaltis, por 4 a 3.

Na decisão nas penalidades, Cássio, Nonato e Jardiel converteram para o Brasil.  Do lado Hermano, Maxi Espinillo e Heredia balançaram a rede, mas Braian Pereyra desperdiçou ao mandar no travessão do goleiro Matheus,

“Fico muito feliz, principalmente por mais um título, por garantir a vaga no Mundial e ter feito uma excelente competição. Pude ajudar o Brasil com duas defesas na final. Isto é fruto do trabalho, a gente tem treinado muito. É comemorar um pouco, mas já virar a chave e pensar na Copa América”, disse Matheus, que foi eleito o melhor goleiro do torneio, junto com o argentino Germán Mulek.

Com a vitória sobre os argentinos, o Brasil reafirma sua hegemonia diante do rival: em 25 finais disputadas desde 1997, a seleção venceu 22 e perdeu apenas três. Neste ano, além do Grand Prix no México, o Brasil faturou a Copa Tango (também superando os hermanos) e o Desafio das Américas.  

O próximo compromisso da seleção será a Copa América, a partir de outubro, em Córdoba (Argentina). 

Fonte: Veja a matéria no site da Agência Brasil

The post Futebol de cegos: Brasil vence Grand Prix e garante vaga em Mundial appeared first on Busão Curitiba.

via redação Busão Curitiba