Foz do Iguaçu ganha a segunda duty free livre de impostos nos importados

O prefeito Chico Brasileiro e o vice-prefeito delegado Francisco Sampaio participaram nesta terça-feira, 6, da pré-inauguração da Cellshop Duty Free, no Shopping Catuaí Palladium, em Foz do Iguaçu. Esta é a segunda loja livre de taxas para importados até US$ 300 (R$ 1.680). Há previsão da instalação de outras na cidade e também no Aeroporto Internacional.

“Foz do Iguaçu caminha célere para se tornar um grande centro de vendas de produtos importados igual a Ciudad del Este, no Paraguai, e Miami, nos EUA. Em breve, vamos vencer a pandemia e o novo ciclo econômico será marcado por este tipo de investimento na área de turismo. Será uma grande alavanca para transformar a cidade num centro internacional de compras”, disse Chico Brasileiro.

As lojas duty free, diz ainda o prefeito, vão ampliar a permanência do turista na cidade e facilitar a compra de importados. “Temos outros investimentos públicos e privados que significam, além de desenvolvimento econômico, mais empregos e novas oportunidades de negócios”, completou Brasileiro, ao comentar que, mesmo na pandemia, uma empresa está investindo R$ 100 milhões na construção de um aquário de água doce.

“Há ainda outros investimentos nas áreas de turismo, saúde e habitação. O que estamos fazendo por parte da prefeitura, em parceria com os governos estadual e federal, e com a Itaipu Binacional, é dotar a cidade de obras de infraestrutura que estão impactando todas as áreas e segmentos de Foz do Iguaçu”, completou.

Livre de taxas

Uma das maiores lojas de departamentos no Paraguai, a Cellshop Importados inaugura oficialmente sua loja duty free na quinta-feira, 8. A loja de 2.000 m² abriu 70 novos empregos e traz um mix completo em eletrônicos, perfumes, bebidas, alimentos, beleza e acessórios, além de grifes de vestuários, brinquedos e muito mais.

Moradores e turistas poderão comprar U$ 300, a cada 30 dias, livres de impostos dentro desse valor. As compras que ultrapassarem a cota poderão ser legalizadas dentro da própria loja. “É impressionante a expectativa gerada por clientes, amigos e parceiros comerciais para a abertura da Cellshop Duty Free”, disse Jorbel Griebeler, fundador da Cellshop Importados e Cellshop Duty Free.

As lojas francas podem ser instaladas nas “cidades gêmeas”, que são as cidades brasileiras que fazem fronteira com cidades de um país vizinho.

No cartão

Os preços da Cellshop de Foz são competitivos com os praticados nas lojas de Ciudad del Este. Os produtos – vendidos em reais, parcelados no cartão de crédito em até seis vezes – são tabelados com a cotação oficial do dólar comercial.

Outra opção de Foz é o Liberty Duty Free, instalado no final do ano no Cataratas JL Shopping. Está prevista também a inauguração da Duty Free Américas, na avenida Brasil, e outras no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e em outros pontos da cidade.

As lojas pretendem atrair o turista brasileiro comprista, de perfil familiar e que não quer o desgaste de enfrentar uma situação desconhecida. Nas redes sociais, constata-se um grande interesse de pessoas de todo o Brasil interessadas em saber como funciona um free shop, um indicativo de que em breve Foz deverá receber um novo fluxo de turistas com esta motivação.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Foz do Iguaçu identifica frascos de CoronaVac com quantidade menor de doses

Outras cidades do Paraná também encontraram frascos da vacina com menor rendimento. A Secretaria de Estado de Saúde acompanha os relatos

Pelo menos sete municípios do Paraná, entre eles Foz do Iguaçu, identificaram frascos de vacina CoronaVac com quantidades menores de imunizante que as descritas na embalagem. Segundo as prefeituras, os frascos com problema tiveram rendimento menor de aplicação, sendo suficientes para apenas nove doses, enquanto o previsto na embalagem eram 10.

De acordo com informações do G1 Paraná, em Foz do Iguaçu a Secretaria Municipal de Saúde confirmou a identificação de frascos com menos dose, mas disse que ainda não fez notificação ao Ministério da Saúde. O mesmo problema também foi encontrado em Curitiba, Londrina, Cianorte, Umuarama, Ponta Grossa e Cascavel.

Procurado pela reportagem, o Instituto Butantan afirmou que os frascos da CoronaVac são envasados com 5,7 mL e que o problema “não se trata de falha nos processos de produção ou liberação dos lotes pelo Butantan”.

“Todas as notificações recebidas pelo instituto até o momento relatando suposto rendimento menor das ampolas foram devidamente investigadas, e identificou-se, em todos os casos, prática incorreta na extração das doses nos serviços de vacinação”, cita trecho da nota.

Por meio de nota, a Anvisa afirmou que “observou um aumento de queixas técnicas relacionadas à redução de volume nas ampolas da vacina” e que os relatos estão sendo investigados como prioridade pela área de fiscalização da agência.

Disse, ainda, que avalia todas as hipóteses “para que se verifique a origem do problema e não haja prejuízos à vacinação em curso no país”.

Procurada, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) informou que os registros acontecem nas 27 unidades federativas e que a secretaria acompanha os relatos. Além disso, disse que todas as regionais de saúde e municípios estão orientados de como proceder caso identifiquem o problema.

As informações são de Portal da Cidade

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

Foz do Iguaçu chega a 700 óbitos em decorrência da Covid-19 e registra 15 novos casos neste domingo, 11

A Vigilância Epidemiológica confirmou neste domingo (11) mais sete vidas perdidas por complicações do novo Coronavírus (Covid-19), totalizando 700 óbitos pela doença em Foz do Iguaçu.

As mais recentes vítimas são três homens de 52, 66 e 75 anos e quatro mulheres de 52, 57, 78 e 82 anos.

Também foram confirmados, no boletim de hoje, 15 novos casos de Covid-19, totalizando 32.478 casos da doença no município. Destes, 31.374 pessoas já estão recuperadas.

Dos 15 novos casos, 11 são mulheres e 4 homens, com idades entre 14 e 78 anos. Todos estão em isolamento domiciliar.

Do total de casos ativos, 262 estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 142 pessoas estão internadas.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz