Foz busca recursos para recapeamento das avenidas do Mercosul

O secretário de Planejamento e Captação de Recursos, Leandro Costa, reuniu-se com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para tratar a urgência de recapeamento asfáltico nas vias que cruzam a cidade para a Argentina e Paraguai

Nesta quarta-feira, 20, em Brasília, o secretário municipal de Planejamento e Captação de Recursos, Leandro Costa, expôs ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a urgência no recapeamento das vias utilizadas no corredor de exportação e importação para a Argentina que cortam parte do centro de Foz do Iguaçu até a BR-277. O tráfego de caminhões pesados passa pelas avenidas das Cataratas, Paraná e Costa e Silva até alcançar o porto seco na rodovia.

Uma nova reunião será marcada agora com o ministro da Integração Regional, Rogério Marinho, com vistas a obter recursos para o recapeamento das vias deste eixo, que vai continuar recebendo a sobrecarga até a entrega das obras da Perimetral Leste, o que deve ocorrer para meados de 2023.

“O ministro Tarcísio já adiantou que a liberação do trânsito para caminhões na Ponte da Integração só será autorizada após a conclusão da Perimetral Leste. Mesmo assim, precisamos, de forma urgente, revitalizar essas avenidas que também fazem parte do corredor turístico de Foz do Iguaçu”, afirmou Leandro Costa.

Nos planos da prefeitura já está a execução da revitalização das avenidas Costa e Silva e General Meira. Técnicos da Secretaria de Obras avaliam que a revitalização completa das avenidas das Cataratas e da Paraná só poderá ser executada após o desvio do tráfego dos caminhões pesados para a Perimetral Leste. Os custos de revitalização de três avenidas (Costa e Silva, General Meira e Cataratas) podem chegar a R$ 32 milhões.

Carga pesada

O que a prefeitura busca agora junto ao governo federal (Ministério de Integração Regional) são recursos para recapeamento asfáltico das vias para suportar o tráfego pesado dos caminhões que cruzam a cidade para a Argentina e Paraguai e vice-versa.

A própria Receita Federal aponta que o porto seco de Foz do Iguaçu liberou no primeiro semestre de 2021 mais de 98 mil caminhões, 21,4% maior do que o mesmo período de 2016, e 41,4% maior, quando comparado a 2020. “A partir dessa análise, a expectativa é de que ocorra um novo recorde em movimentação de cargas em 2021”. O número de cargas oriundas ou para a Argentina foi de 17.811 caminhões.

O valor movimentado representou, em seis meses, US$ 2,6 bilhões, cerca de US$ 1,5 bilhão oriundo de exportações e US$ 1,1 bilhão proveniente de importações. Em 2020, foram liberados 169.657 mil caminhões que movimentaram US$ 4,6 bilhões. Para a Argentina, foram liberadas 92 mil toneladas de cargas. Todos os caminhões utilizam o eixo formado pelas avenidas Costa e Silva, Paraná e Cataratas.

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Domingo é dia de torcer no Caldeirão Azul

O Azulão das 3 Fronteiras tem um grande duelo pela semifinal da Liga Nacional neste domingo, 21 de novembro, às 11 horas, no Ginásio Costa Cavalcanti, o Caldeirão Azul. O Foz Cataratas vai jogar diante da sua torcida e planeja conquistar um importante resultado, neste primeiro jogo, contra o Magnus.

A torcida é fundamental para esse jogo. O evento será mais uma celebração do time com os torcedores, depois de tanto tempo distantes, por conta da pandemia. Para o técnico Banana, a torcida de Foz do Iguaçu dará mais um show neste domingo. “Essa torcida é única no Brasil, é uma torcida apaixonada pelo time, é uma torcida que joga junto com o time”, elogiou Banana.

Expectativa – O ala e capitão do time, Neto, conta que o time está focado na primeira partida. “A atmosfera do grupo e a dedicação aos treinamentos farão a diferença mais uma vez. Aproveito para convidar a população de Foz do Iguaçu. Venham ao Caldeirão Azul ajudar o time. Vamos repetir a festa dos últimos jogos”

O povo de azul no ginásio – O time convida todos os torcedores a comparecem ao Ginásio Costa Cavalcanti, no domingo, com a camisa do Foz Cataratas Futsal para ajudar a equipe a obter a vitória e encaminhar a vaga para a final. Quem não tiver uma camisa do time, venha com outra camisa azul. O importante é estar com azul. Para esse jogo serão disponibilizados três mil ingressos. O serviço de bar do ginásio funcionará com a venda de água, chope e refrigerante.

Venda de ingressos – Os ingressos antecipados para a partida do domingo, 21, são vendidos exclusivamente nas lojas Leve, localizadas na Avenida Brasil, 1.079 (Leve Calçados), e Avenida Brasil, 884 (Leve Confecções). O valor antecipado é de R$ 30 (inteiro) e R$ 15 (meia-entrada).

Compras de entradas acima de R$ 50 podem ser parceladas no cartão de crédito. Os ingressos são limitados. No final de semana, o time fará a venda dos tíquetes na bilheteria do ginásio, sábado (manhã e tarde) e domingo (manhã), conforme a disponibilidade de ingressos.

Tudo sobre o Foz Cataratas Poker Futsal:
www.fozcataratasfutsal.com.br
fozcataratasfutsal@gmail.com
Whats atendimento torcedor: (45) 9137-6713

Canais nas redes sociais:
Facebook: @cataratas.futsal
lnstagram: @fozcataratas_futsal
Twitter: @Futsalcataratas

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz

Vídeo mostra panorâmica da Tríplice Fronteira, do alto da roda gigante, novo atrativo turístico de Foz. Assista!

Circula em grupos de WhatsApp um vídeo mostrando uma panorâmica em 360 graus do alto da roda gigante, mais novo atrativo turístico de Foz do Iguaçu, que fica ao lado do Marco das 3 Fronteiras.

Na peça, é possível observar o rio Paraná com a margem paraguaia ao fundo, as torres da futura Ponte Internacional da Integração que vai unir o Brasil ao país vizinho, a foz do rio Iguaçu com o rio Paraná, os marcos das fronteiras e a margem argentina ao fundo.

Na margem do Paraguai vista do alto da roda gigante a partir de Foz do Iguaçu, ao fundo, temos a cidade de Presidente Franco. No lado argentino, ao fundo, encontramos Puerto Iguazú.

Assista abaixo:

Num dos detalhes é possível observar a diferença na coloração das águas dos dois rios no ponto exato da Tríplice Fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

A roda gigante de Foz do Iguaçu deverá ser inaugurada ainda em novembro deste ano (AQUI para relembrar).

com informações do CabezaNews, parceiro do Busão Foz