Expedição do conhecimento pode ser visitada no Ecomuseu a partir de hoje, quinta-feira (26)

O Ecomuseu de Itaipu recebe, nesta quinta-feira (26), um novo atrativo: o caminhão da Expedição do Conhecimento, uma estrutura itinerante que traz atividades interativas de educação ambiental sobre os temas “água”, “energia” e “sustentabilidade”. O caminhão fica no Ecomuseu por uma semana, até 2 de dezembro. A próxima exibição será somente em fevereiro de 2021. A iniciativa é da Itaipu Binacional em parceria com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

A Expedição do Conhecimento foi lançada em fevereiro deste ano, durante o Show Rural Coopavel, em Cascavel. O objetivo do projeto é levar ciência e educação ambiental aos municípios na região de influência da Itaipu. No início do ano, Itaipu e PTI se reuniram com representantes dos municípios do Oeste do Paraná para planejar a programação e definir as contrapartidas das prefeituras, mas, por conta da pandemia da covid-19, o projeto foi adiado.

No Ecomuseu, serão mais de 20 atividades de educação ambiental, oferecidas em um caminhão-baú de 15 metros de extensão, além das tendas de apoio. Cada sessão tem capacidade para dez pessoas. A visita é feita respeitando todos os protocolos de segurança sanitária contra a disseminação do novo coronavírus.

O passeio começa com um panorama sobre todas as formas de energia, desde o Sistema Solar até a energia das células humanas. O visitante também tem contato com um telescópio solar, uma maquete demonstrando como funciona uma casa sustentável e jogos interativos. Na parte interna do caminhão-baú, estão informações sobre biomas, rios voadores, o ciclo da água e a importância do Sol como fonte primária de energia.

Em um dos pontos do circuito, o visitante aprende como é possível gerar energia limpa e iluminar uma cidade, pedalando numa bicicleta. Óculos de realidade virtual também levam o público a uma imersão na Mata Atlântica, um dos biomas brasileiros. Todo o roteiro foi planejado com acessibilidade visando a inclusão, com elevador e piso tátil.

O Ecomuseu está aberto de terça a domingo, das 10h às 18h. Moradores dos municípios da região binacional e lindeiros ao Lago de Itaipu têm isenção no ingresso para o passeio no Ecomuseu, que fica na Avenida Tancredo Neves, 6702, Jardim Itaipu, em Foz do Iguaçu (PR).

Para mais informações e reservas, entrar em contato com (45) 3576-7000 ou info@turismoitaipu.com.br. O site é www.turismoitaipu.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto de lei quer incluir direitos dos animais no currículo escolar

“Prevenir os maus-tratos e respeitar os direitos dos animais pode vir a ser tarefa escolar. Essa é a proposta do projeto de lei que estou apresentando na Assembleia Legislativa do Paraná”, disse o deputado estadual Cobra Repórter (PSD) nesta quarta-feira (03). O projeto de lei pede a inclusão de conteúdos relativos a direitos dos animais e formas de proteção destes direitos nas escolas públicas e privadas do Estado do Paraná.

“A ideia é que as aulas sobre esses temas sejam norteadas pelo respeito ao meio ambiente, à fauna, à flora e à biodiversidade. Na minha opinião, a falta de informação é um dos responsáveis pelo sofrimento dos animais. Nada mais prudente que educar nossas crianças para que sejam mais conscientes. Ações educativas ajudam a diminuir os problemas relacionados à falta de informação a meu ver”, explicou o deputado.

De acordo com o texto do projeto, a inclusão de conteúdo sobre proteção e direito dos animais no currículo das escolas se baseia no seguinte: todo o animal possui direitos; o desconhecimento e o desprezo desses direitos têm levado e continuam a levar o homem a cometer crimes contra os animais e contra a natureza; a educação deve ensinar desde a infância a observar, a compreender, a respeitar e a amar os animais.

O deputado estadual Cobra Repórter é autor da Lei Estadual nº 19.472/2018, que institui o Julho Dourado. O objetivo da lei é realizar ações e motivar a população para que reflita sobre o bem-estar dos animais de rua e animais domésticos de estimação (pets).

Paraná recebe mais 146,8 mil doses da vacina contra a Covid-19

O Paraná recebeu mais 146,8 mil doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. O novo lote chegou ao estado na manhã desta quarta-feira (3).

Até terça-feira (2), 317.461 pessoas haviam sido imunizadas no Paraná, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Destas, 112.820 receberam duas doses do imunizante.

Com o novo lote, até agora, o Paraná recebeu 853 mil doses de vacinas contra a Covid-19 do Ministério da Saúde. Atualmente, as unidades enviadas são da CoronaVac/Butantan e Oxford/AstraZeneca.

Leia mais no G1