Entrevista com Cristina Silvestri

O programa Minha Viola, Minha História com Miguel Carvalho entrevistou a Deputada Estadual Cristina Silvestri para uma conversa sobre o Paraná. Conversamos sobre seu trabalho na Procuradoria da Mulher, o município de Guarapuava, esporte, saúde e educação. Mas o melhor de tudo foi o pacto que firmamos em favor da Cultura que tanto precisa de apoio. Confira a entrevista:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sérgio Moro estará em Foz do Iguaçu nesta sexta-feira (8)

Sérgio Moro estará em Foz do Iguaçu nesta sexta-feira (8)

O Shopping Catuaí Palladium recebe nesta sexta-feira (8), a partir das 19h, o ex-juiz Sérgio Moro para uma Noite de Assinaturas de seu livro “Sérgio Moro Contra o Sistema da Corrupção”, na livraria A Página. A entrada é gratuita.

O ex-ministro que é atual pré-candidato ao Senado no Paraná, por ter transferência de domicílio eleitoral barrado para São Paulo, aparece com 22% na pesquisa de intenções de votos realizada pelo IRG e divulgada nesta segunda (4). 

No Paraná, PSL tem chapa inteira de deputados estaduais cassada pelo TRE

No Paraná, PSL tem chapa inteira de deputados estaduais cassada pelo TRE

Com a decisão, Coronel Lee, Ricardo Arruda, Guerrinha e Delegado Fernando devem perder mandatos.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) decidiu na segunda-feira (4) pela cassação de toda a chapa do PSL eleita para a Assembleia Legislativa do Paraná em 2018.

O tribunal chegou à conclusão de que o partido fraudou a cláusula que exige mínimo de 30% de candidaturas femininas. Com a decisão, perdem o mandato quatro deputados estaduais: Luiz Fernando Guerra, Missionário Ricardo Arruda, Coronel Lee e Delegado Fernando.

Os outros quatro deputados eleitos pela sigla inicialmente já foram cassados em outro processo que já foi julgado no TSE, e que condenou Fernando Francischini por fake news. Sem os votos dele, o partido perdeu as cadeiras de Subtenente Everton, Emerson Bacil e Do Carmo.

Como a decisão é do TRE, ainda cabe recurso em Brasília. Com isso, é possível que os quatro consigam se manter no mandato e esperar até que o caso tenha transitado em julgado. Caso o efeito suspensivo não seja concedido, o TRE terá de recalcular a distribuição de votos e descobrir quem são os quatro deputados que serão convocados para assumir as cadeiras deixadas em aberto.  

As informações são do Plural