Atendimentos emergenciais nas rodovias do Paraná serão concentrados nos números 191, 193 e 198

A partir deste final de semana, o atendimento emergencial a ocorrências nas rodovias do Anel de Integração será realizado em uma parceria das forças de segurança pública e de saúde do Paraná e da Polícia Rodoviária Federal. Para acessar os serviços em casos de acidentes, o usuário vai contar com números de telefone já disponíveis.

O usuário deverá direcionar a chamada segundo sua ocorrência. Em caso de problemas na pista, interrupções de tráfego e situações semelhantes, usuários que estiverem em rodovias federais (BR) podem ligar diretamente para o número 191, atendido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Já os usuários que circularem pelas rodovias estaduais (PR e PRC) poderão discar 198, que direciona para a Polícia Rodoviária Estadual.

No caso de acidentes com vítimas, o usuário deve ligar para o número 193, do Corpo de Bombeiros, tanto em rodovia federal quanto em rodovia estadual. Os atendimentos serão realizados em parceria com a rede de Samu. Vale lembrar que o usuário deve buscar um local seguro para fazer a ligação.

O comandante-geral da PMPR, coronel Hudson Leôncio Teixeira, reforça que as forças de segurança serão reforçadas nas estradas, com viaturas disponíveis para patrulhamento nas rodovias. Para isso, darão apoio à Polícia Rodoviária Federal um contingente de policiais militares, rodoviários e bombeiros, além do suporte de equipes da Saúde, Polícia Civil, Polícia Científica e da Defesa Civil.

“Teremos viaturas transitando e patrulhando as rodovias. Tendo o acionamento pelo usuário, as viaturas irão até o local da ocorrência para fazer a sinalização e o desvio do trânsito”, explicou o comandante. “Nós faremos o que o Estado precisa: prestar serviços de segurança pública para a coletividade. Vamos socorrer vítimas, tirar veículos de locais de risco, fazer levantamentos de acidentes”.

EXCEÇÃO – As mudanças são válidas para as rodovias contidas nos lotes 2 e 3 a partir de sábado (27), e para os lotes 4, 5 e 6 a partir de domingo (28). As únicas rodovias que continuarão recebendo o atendimento da concessionária são as do Lote 1, cobertas pela Econorte. A exceção é consequência de um acordo firmado entre a empresa e o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR).

Com isso, a Econorte continuará realizando, nas rodovias que antes administrava, os serviços de guincho mecânico, de ambulâncias para atendimento pré-hospitalar, mantendo o centro de controle de operações e telefone para emergências 0800. A medida terá validade por 365 dias, devendo atender a todo o intervalo entre concessões.

“O que buscamos foram soluções para garantir a realização de obras não concluídas ou sequer iniciadas e, como alternativa, a prestação do serviço ao usuário. São os guinchos que removem o carro com uma pane mecânica, ou que se envolveu em um acidente, e que garantem que o tráfego possa voltar ao normal o quanto antes. E ambulâncias, que ajudam a salvar vidas nas rodovias”, afirmou o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

Os trechos administrados pela concessionária que continuam recebendo atendimento são: PR-323 (da divisa com São Paulo até Warta – 62 km), PR-445 (de Warta a Londrina – 14 km), BR-369 (da divisa com São Paulo até Cambé – 158,15 km), BR-153 (da divisa com São Paulo até o entroncamento com a PR-092 – 51,6 km), PR-090 (de Jataizinho até Assaí – 14,3 km), PR-862: Contorno Norte de Ibiporã – 12,65 km) e PR-090 (de Ibiporã até Sertanópolis).

Mesmo com o acordo, a concessionária deixará de cobrar qualquer tarifa de pedágio aos usuários a partir de 28 de novembro, medida que vale para todas as concessionárias do Anel de Integração.

NÚMEROS DE EMERGÊNCIA

Para assistência nas rodovias sem concessão a partir de 28 de novembro, o usuário deverá ligar para os seguintes números:

191 – Polícia Rodoviária Federal (rodovias federais)

198 – Polícia Rodoviária Estadual (rodovias estaduais)

193 – Corpo de Bombeiros (acidentes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sérgio Moro estará em Foz do Iguaçu nesta sexta-feira (8)

Sérgio Moro estará em Foz do Iguaçu nesta sexta-feira (8)

O Shopping Catuaí Palladium recebe nesta sexta-feira (8), a partir das 19h, o ex-juiz Sérgio Moro para uma Noite de Assinaturas de seu livro “Sérgio Moro Contra o Sistema da Corrupção”, na livraria A Página. A entrada é gratuita.

O ex-ministro que é atual pré-candidato ao Senado no Paraná, por ter transferência de domicílio eleitoral barrado para São Paulo, aparece com 22% na pesquisa de intenções de votos realizada pelo IRG e divulgada nesta segunda (4). 

No Paraná, PSL tem chapa inteira de deputados estaduais cassada pelo TRE

No Paraná, PSL tem chapa inteira de deputados estaduais cassada pelo TRE

Com a decisão, Coronel Lee, Ricardo Arruda, Guerrinha e Delegado Fernando devem perder mandatos.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) decidiu na segunda-feira (4) pela cassação de toda a chapa do PSL eleita para a Assembleia Legislativa do Paraná em 2018.

O tribunal chegou à conclusão de que o partido fraudou a cláusula que exige mínimo de 30% de candidaturas femininas. Com a decisão, perdem o mandato quatro deputados estaduais: Luiz Fernando Guerra, Missionário Ricardo Arruda, Coronel Lee e Delegado Fernando.

Os outros quatro deputados eleitos pela sigla inicialmente já foram cassados em outro processo que já foi julgado no TSE, e que condenou Fernando Francischini por fake news. Sem os votos dele, o partido perdeu as cadeiras de Subtenente Everton, Emerson Bacil e Do Carmo.

Como a decisão é do TRE, ainda cabe recurso em Brasília. Com isso, é possível que os quatro consigam se manter no mandato e esperar até que o caso tenha transitado em julgado. Caso o efeito suspensivo não seja concedido, o TRE terá de recalcular a distribuição de votos e descobrir quem são os quatro deputados que serão convocados para assumir as cadeiras deixadas em aberto.  

As informações são do Plural