Meninos do Lago amplia vagas para atender mulheres mastectomizadas.

As equipes de imprensa interessadas em acompanhar devem preencher o formulário https://forms.gle/R17P8aG4pCcXQbCw9 disponível em até as 11h de amanhã, terça-feira (27).

Início das atividades das remadoras será na próxima quarta-feira (28), no mirante do Canal da Piracema, na Itaipu.

O projeto Meninos do Lago, iniciativa do Instituto Meninos do Lago (Imel) apoiada pela Itaipu, margem brasileira, vai ampliar de 19 para 34 o número de vagas da paracanoagem, especialmente para atender mulheres mastectomizadas (submetidas à retirada das mamas para tratamento de câncer).

A solenidade que marcará o início das atividades das “remadoras rosas” será na quarta-feira (28), às 9h, no mirante do Canal da Piracema, na Itaipu. Além das atletas, devem participar integrantes do Imel e parte da diretoria da binacional.

Para o general Joaquim Silva e Luna, diretor-geral brasileiro da Itaipu, a iniciativa é uma forma de mostrar apoio a um grupo de mulheres que podem ser consideradas vencedoras: “por terem vencido o câncer, elas são um exemplo de força para todos nós. São guerreiras”, disse. E acrescenta: “incentivar o esporte é investir na qualidade de vida da nossa gente”.

A ação faz parte das iniciativas de Itaipu alusivas ao Outubro Rosa, de alerta ao câncer de mama, e conta com o apoio do Programa de Diversidade da empresa.

A binacional também iluminou estruturas, como o Centro Executivo e a Concha Acústica, entre outras, com as cores da ação. Para o público interno, Itaipu promoverá um webinar no dia 28 com especialistas em saúde.

Paratletas
Atualmente, o projeto Meninos do Lago conta com 19 paracanoístas. A maioria é cadeirante e a canoagem serve como atividade física, terapia e auxílio na qualidade de vida.

As mulheres mastectomizadas são consideradas paratletas porque, legalmente, uma pessoa com qualquer tipo de câncer é considerada pessoa com deficiência física (PCD), inclusive aquelas que passaram por mastectomia. Para esse público, a paracanoagem fortalece os membros superiores, minimiza sequelas da doença e aumenta a autoestima.

As remadoras fazem parte de um grupo conhecido como Flor de Lótus, que reúne mulheres que superaram o câncer de mama. A “capitã” desse time é Regina de Castro Santos, de 61 anos. Ela chegou a Foz em janeiro deste ano, vinda de Brasília (DF).

A capital federal foi a pioneira, no Brasil, na instituição de um time de “canoagem rosa”. “Trouxe comigo a experiência e o desejo de mudar a vida de mulheres que viveram o mesmo drama que eu”, diz Regina.

As mastectomizadas treinam na categoria dragon boat (barco-dragão), uma longa canoa, de origem chinesa, em que os compassos das remadas são ditados por um tambor. Existem 236 equipes de remadoras rosas em 29 países. As de Foz do Iguaçu serão a 11ª equipe do Brasil.

Segundo o técnico e fisioterapeuta Luiz Augusto Mazine Santos, as remadoras atuam como uma “rede de apoio entre elas e contribuem para a motivação para outras mulheres que ainda combatem à doença”.

História
As remadoras rosas surgiram no Canadá, na década de 1990, a partir da pesquisa do médico Donald McKenzie. Ele passou a indicar o esporte principalmente para combater linfedema (de braço), doença que causa dor e debilita o paciente.

Até então, exercícios com esforços repetitivos em membros superiores do corpo eram desaconselhados, por se acreditar em consequências negativas. Os estudos e a prática comprovaram o contrário, e a atividade passou a ser incentivada entre as mastectomizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligeirinhas do Busão Foz 02/12

• Entrevista com o autor do livro A Tríade, o goiano Felipe Aires. Vampiros não se alimentam de sangue e são essenciais para a manutenção da vida. A maioria apenas coexiste, mas alguns se tornam viciados e grandes assassinos. Quer saber o resultado, assista a entrevista.

• Dicas de Leitura com o nosso curador João Victor Filgueira.

• Até onde o preconceito nos leva. – autora Ana Beatriz – TOP 6 Ficção no aplicativo Wattpad.

• As Nornas: O Candelabro Vara Sete – Gilberto Rios – TOP 3 – Imaginário (Fantasia) no aplicativo Wattpad.

• A Comédia dos Erros – William Shakespeare no aplicativo Wattpad.

• Jornadas Inversas. Uma poesia para cada instante. Copilado de 20 poesias. – João Victor no Kindle da Amazon.

• Pandemia do Coronavírus. O Mundo discute as vacinas, veja como Inglaterra, Alemanha, Turquia, Rússia, China e Brasil vão lidar com a vacina do coronavírus.

Programa exibido 02/12/2020 na BandFM

Apresentação: Gilberto Rios, Vivien de Lima, João Pedro e Weverton. Participação especial do curador de literatura João Victor Filgueira. Rádio Band FM (Foz do Iguaçu) 100,5 semanalmente no horário 12h/13h.

Ligeirinhas do Busão Foz 01/12

• Bolsonaro se defende sobre aumento na conta de luz: “Se nada fizermos, poderemos ter apagões”. Jair Bolsonaro afirma que com reservatórios a “níveis baixíssimos” há “risco de apagão em todo país” se nada for feito.

• Eleições municipais, veja quem saiu vitorioso e quem perdeu nos comentários de Lindauro Gomes JBr e Gilberto Rios – Busão Foz.

• Entrevista com o vereador mais votado do Rio de Janeiro – Tarcisio Motta do PSOL que teve 3,27%, totalizando 86.243 votos desbancando liderança de Carlos Bolsonaro, filho do atual Presidente.

• No sátira de hoje com a Candinha – Episódio – “Decreto é decreto”, dando os seus pitacos sobre os decretos do Prefeito Chico Brasileiro em Foz do Iguaçu.

Programa exibido 01/12/2020 na BandFM

Apresentação: Gilberto Rios, Vivien de Lima, João Pedro e Weverton. Participação especial direto da Redação do Jornal de Brasília, Lindauro Gomes. Rádio Band FM (Foz do Iguaçu) 100,5 semanalmente no horário 12h/13h.