Militarização de escolas da rede estadual do Paraná: posição da APP-Sindicato/Foz.

Representante dos educadores(as) da rede estadual, a APP-Sindicato/Foz reafirma que sempre foi contrária à militarização de escolas públicas, e que defende a educação plural, democrática e humanista. Para a entidade, a transferência de escolas a militares é parte de um projeto político e ideológico mantido no Paraná e no país.

O sindicato também registra que não haverá eleição nas instituições cívico-militares, o que retira o direito da comunidade escolar – educadores, estudantes, pais e mães – de escolher seus representantes. Para a entidade, haverá transferência de professores e demissões de agentes educacionais, já que serão convocados militares da reserva para atuarem como monitores.

“O governador Ratinho Junior está destruindo a escola democrática para impor a escola da censura, do silêncio, da mordaça e da farda”, expõe o presidente da APP-Sindicato/Foz, Diego Valdez. “Esse processo retira recursos dos colégios estaduais para privilegiar espaços de difusão da disciplina e da ideologia de quartel”, completa.

De acordo com o educador, outro problema é a falta de debate. “Foi uma lei aprovada a toque de caixa, sem amplo debate. Agora, o governador anuncia as escolas que poderão ser militarizadas e quer que essas instituições façam referendo em dois dias, em plena pandemia, sem qualquer controle sanitário. Não há nenhum espaço de discussão sobre uma decisão tão séria, que interfere em comunidades e escolas, na vida de educadores e de estudantes”, frisa Diego.

(APP-Sindicato/Foz)

Foz do Iguaçu

1- CE Ipê Roxo
2- CE Professora Carmelita de Souza Dias
3- CE Costa e Silva
4- CE Tarquinio Santos

STI

1- CE Angelo Benedet

SMI

1- CE Nestor Victor dos Santos

Medianeira

1- CE Tancredo Neves
2- CE Naira Felini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Natal de Luzes trará magia mapeada para a Catedral Nossa Senhora de Guadalupe

Serão 18 dias de espetáculos diários; a decoração ficará no local por mais de um mês.

A dez dias para o início do Natal de Luzes de Itaipu, que se integra à festa natalina de Foz do Iguaçu, o terreno da Catedral Nossa Senhora de Guadalupe, na Vila A, começa a mudar. Logo, a magia tomará conta do local. A Vila de Natal começa a ser montada e os preparativos para a projeção mapeada estão em ritmo acelerado.

De 5 de dezembro a 5 de janeiro, moradores e turistas desfrutarão de uma festa encantadora. Serão 18 dias de espetáculos, das 20h às 00h, com diversas sessões, e decoração natalina por mais de um mês.

Do mundo das ideias para a prática, muita gente se envolveu no projeto. Sem esse apoio, nada seria possível. Da Itaipu, arregaçaram as mangas as áreas de Serviços Gerais, Coordenação, Financeira e Comunicação Social. Também colaboram a Prefeitura Municipal, Polícia Militar, Foztrans, Guarda Municipal, Copel e Hospital Ministro Costa Cavalcanti.

Mais do que agradecer a população de Foz do Iguaçu pelo acolhimento, especialmente num momento de excepcionalidade, em função da pandemia da covid-19, o Natal de Luzes de Itaipu espera agregar, incluir e envolver, trazendo uma programação diversificada.

De várias partes da cidade, será possível ver a projeção na catedral. Presencialmente, as pessoas poderão interagir e tirar fotos nos elementos natalinos espalhados pelo local. “Será um espetáculo mágico e de grande reflexão, pois trata-se de uma das mais celebradas festas cristãs, símbolo de irmandade”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

Programação
A principal atração da festa será a projeção mapeada, com um roteiro surpresa, na parte externa da Catedral. A produtora responsável pela apresentação é a Visualfarm, empresa de São Paulo (SP) pioneira no Brasil na criação de espetáculos públicos projetivos e no uso do video mapping (mapeamento de vídeo).

O terreno da Catedral abrigará uma vila de Natal, com barracas de artesanato e elementos decorativos para visitação do público. O prédio do Centro Executivo também será decorado com o mesmo tema.

Em vários pontos, será possível posar para fotos. Tudo será montado com segurança, atendendo rigorosamente os protocolos sanitários, com respeito ao distanciamento social, distribuição de álcool em gel e obrigatoriedade do uso de máscaras, entre outros.

Os turistas e moradores serão recepcionados pela Troupe Luz da Lua, uma forma encontrada para valorização dos artistas locais.

Não haverá cobrança de ingresso, mas quem quiser poderá levar um quilo de alimento não perecível. As doações serão repassadas para entidades beneficentes.

Grupo Voluntariado Crianças Livres promove ação social para arrecadar mais de 200 cestas de Natal para famílias carentes em Foz.

O grupo Voluntariado Crianças Livres está promovendo uma ação social para arrecadar produtos para montagem de cestas de Natal para famílias carentes de Foz do Iguaçu.

Com cerca de 90 membros, o grupo já promoveu diversas ações, como reforma da associação de moradores do Jardim Canadá, diversas intervenções culturais e festivais para crianças e adultos de comunidades carentes na cidade.

Neste ano, mesmo com a pandemia, os voluntários pretendem arrecadar alimentos para confecção de mais de duzentas cestas.

As doações podem ser feitas por empresas e entidades através de dinheiro ou alimentos não perecíveis.

Confira na lista abaixo o que pode ser doado:

  • macarrão
  • molho de tomate
  • óleo
  • arroz
  • seleta de legumes
  • panettone
  • caixa de bombom
  • refrigerante
  • frango
  • farofa pronta

Doações em dinheiro devem ser feitas na seguinte conta:

Fabiana Corrêa Marchesini
CPF 056.294.819-83
Agência 0001
Conta 43349447-7
Banco 260 – Nu Pagamentos S.A.

O valor unitário cotado para a cesta de Natal é de aproximadamente R$63,00.

Para mais informações procure Zani Rotela (45) 99154-0312 e Fabiana Corrêa Marchesini (45) 99997-6028.