Ponte entre Brasil e Paraguai é reaberta

A Ponte da Amizade, principal ligação entre Brasil e Paraguai, será reaberta hoje (15). A travessia entre Foz do Iguaçu, no Paraná, e Ciudad del Este, no país vizinho, está bloqueada desde o dia 18 de março em razão das medidas para enfrentamento da pandemia de covid-19.

Em portaria publicada ontem (14) em edição extra do Diário Oficial da União, o governo federal autorizou a entrada de estrangeiros pelas vias terrestres entre o Brasil e o Paraguai, “desde que obedecidos os requisitos migratórios adequados à sua condição, inclusive o de portar visto de entrada, quando este for exigido pelo ordenamento jurídico brasileiro”. A medida foi destacada pelo presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais.

A nova portaria prorroga por mais 30 dias a restrição de entrada, no Brasil, de estrangeiros “por rodovias, por outros meios terrestres ou por transporte aquaviário”, em razão da pandemia da covid-19. A entrada de estrangeiros por via aérea, por qualquer aeroporto do país, está liberada desde o dia 25 de setembro e, na semana passada, o governo flexibilizou ainda mais o trânsito por aéreo, retirando exigências.

Desde que os voos internacionais e a entrada de estrangeiros por outras vias foram restringidos em março, em razão da pandemia do novo coronavírus, o governo vem avaliando, mês a mês, as medidas que devem ser mantidas.

A portaria conjunta, assinada pela Casa Civil e pelos ministérios da Saúde, Infraestrutura, Justiça e Segurança Pública, autoriza, excepcionalmente, o trânsito de estrangeiro que estiver em país de fronteira terrestre com o Brasil e precisar atravessá-la para embarcar em voo de retorno a seu país de residência. Nesse caso, ele deve entrar com autorização da Polícia Federal e dirigir-se diretamente ao aeroporto. Para isso, deverá ser apresentada demanda oficial da embaixada ou do consulado do seu país e os bilhetes aéreos correspondentes.

Regras

Nenhuma das restrições se aplica a brasileiros natos ou naturalizados. As outras exceções são para imigrante com residência de caráter definitivo, por prazo determinado ou indeterminado, no território brasileiro; profissional estrangeiro em missão a serviço de organismo internacional, desde que devidamente identificado; funcionário estrangeiro acreditado junto ao governo brasileiro; estrangeiro que seja cônjuge, companheiro, filho, pai ou curador de brasileiro ou cujo ingresso seja autorizado especificamente pelo governo brasileiro em vista do interesse público ou por questões humanitárias; e portador de Registro Nacional Migratório.

Também está liberado o transporte de cargas, o transbordo de tripulação marítima, o tráfego de residentes fronteiriços em cidades-gêmeas e as ações humanitárias transfronteiriças previamente autorizadas pelas autoridades sanitárias locais. Algumas das exceções não se aplicam à fronteira e a estrangeiros da Venezuela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Meninos do Lago amplia vagas para atender mulheres mastectomizadas.

As equipes de imprensa interessadas em acompanhar devem preencher o formulário https://forms.gle/R17P8aG4pCcXQbCw9 disponível em até as 11h de amanhã, terça-feira (27).

Início das atividades das remadoras será na próxima quarta-feira (28), no mirante do Canal da Piracema, na Itaipu.

O projeto Meninos do Lago, iniciativa do Instituto Meninos do Lago (Imel) apoiada pela Itaipu, margem brasileira, vai ampliar de 19 para 34 o número de vagas da paracanoagem, especialmente para atender mulheres mastectomizadas (submetidas à retirada das mamas para tratamento de câncer).

A solenidade que marcará o início das atividades das “remadoras rosas” será na quarta-feira (28), às 9h, no mirante do Canal da Piracema, na Itaipu. Além das atletas, devem participar integrantes do Imel e parte da diretoria da binacional.

Para o general Joaquim Silva e Luna, diretor-geral brasileiro da Itaipu, a iniciativa é uma forma de mostrar apoio a um grupo de mulheres que podem ser consideradas vencedoras: “por terem vencido o câncer, elas são um exemplo de força para todos nós. São guerreiras”, disse. E acrescenta: “incentivar o esporte é investir na qualidade de vida da nossa gente”.

A ação faz parte das iniciativas de Itaipu alusivas ao Outubro Rosa, de alerta ao câncer de mama, e conta com o apoio do Programa de Diversidade da empresa.

A binacional também iluminou estruturas, como o Centro Executivo e a Concha Acústica, entre outras, com as cores da ação. Para o público interno, Itaipu promoverá um webinar no dia 28 com especialistas em saúde.

Paratletas
Atualmente, o projeto Meninos do Lago conta com 19 paracanoístas. A maioria é cadeirante e a canoagem serve como atividade física, terapia e auxílio na qualidade de vida.

As mulheres mastectomizadas são consideradas paratletas porque, legalmente, uma pessoa com qualquer tipo de câncer é considerada pessoa com deficiência física (PCD), inclusive aquelas que passaram por mastectomia. Para esse público, a paracanoagem fortalece os membros superiores, minimiza sequelas da doença e aumenta a autoestima.

As remadoras fazem parte de um grupo conhecido como Flor de Lótus, que reúne mulheres que superaram o câncer de mama. A “capitã” desse time é Regina de Castro Santos, de 61 anos. Ela chegou a Foz em janeiro deste ano, vinda de Brasília (DF).

A capital federal foi a pioneira, no Brasil, na instituição de um time de “canoagem rosa”. “Trouxe comigo a experiência e o desejo de mudar a vida de mulheres que viveram o mesmo drama que eu”, diz Regina.

As mastectomizadas treinam na categoria dragon boat (barco-dragão), uma longa canoa, de origem chinesa, em que os compassos das remadas são ditados por um tambor. Existem 236 equipes de remadoras rosas em 29 países. As de Foz do Iguaçu serão a 11ª equipe do Brasil.

Segundo o técnico e fisioterapeuta Luiz Augusto Mazine Santos, as remadoras atuam como uma “rede de apoio entre elas e contribuem para a motivação para outras mulheres que ainda combatem à doença”.

História
As remadoras rosas surgiram no Canadá, na década de 1990, a partir da pesquisa do médico Donald McKenzie. Ele passou a indicar o esporte principalmente para combater linfedema (de braço), doença que causa dor e debilita o paciente.

Até então, exercícios com esforços repetitivos em membros superiores do corpo eram desaconselhados, por se acreditar em consequências negativas. Os estudos e a prática comprovaram o contrário, e a atividade passou a ser incentivada entre as mastectomizadas.

Miss Brasil se preparara para embarcar em busca da coroa na Albânia.

Thawany Faria embarca no dia 29, no aeroporto de Foz do Iguaçu, rumo a Tirana/Albânia, onde será realizado o concurso The Miss Globe World – Beauty Pageant 2020.

Na próxima quinta, dia 29, a partir das 08h, a   Miss Brasil Globo, Thawany Faria vai estar presente no aeroporto de Foz do Iguaçu, fazendo sua despedida rumo ao The Miss Globe. Durante o evento no aeroporto, a Miss Brasil vai receber a imprensa, amigos, familiares, patrocinadores e admiradores, que acompanham todos os concursos vitoriosos que ela participou, desde 2019 que são: o primeiro foi o Miss Foz do Iguaçu, em outubro de 2019, depois o Miss Paraná e por último o Miss Globo.

A representante do Brasil está indo para Tirana/Albânia onde  disputa o título The Miss Globe World – Beauty Pageant 2020. Ela será acompanhada por Danilo D´Ávila, empresário que a décadas mercado promove, valoriza e projeta o Brasil em eventos internacionais. Em Foz do Iguaçu, o suporte e toda organização dos eventos que envolvem o título, é da empresa Certames de Beleza, do publicitário Marco Freire. Na bagagem – A miss Globo Thawany Faria vem se preparando para participar do concurso mundial desde o dia que recebeu o título de uma das mulheres mais linda do Brasil. Na bagagem para Albânia, Thawany leva um belíssimo portfólio criado pelas empresas Foz em Destaque, Vision Art e o fotógrafo Alexandre Marchetti. São vídeos e fotos com imagens das Sete Maravilha da natureza, as Cataratas e da cidade de Foz do Iguaçu.
Quem preparou o tipo de maquiagem e cabelo que Thawany para as produções foi Mulinari Cabeleireiros. O cirurgião plástico Gustavo Capobianco também aplicou alguns de seus procedimentos mágicos, para realçar a beleza da miss no concurso mundial. Além disso, leva 45 lembrancinhas das Cataratas do Iguaçu e do Marco das 3 Fronteiras, que serão distribuídos entras as outras candidatas de todo o mundo.

O traje social fica por conta de Ateliê Sonia Camargo, a roupa casual por boutique Cia da Moda, calçados da empresa Salto Alto, também de Foz do Iguaçu.

Também leva na bagagem todo o gingado e beleza da mulher brasileira, expressados no traje típico que irá usar, desenvolvido por Adriano Bernardo, mestre na arte da criação, com o Atelier Arte Fantasias. Este traje está sendo patrocinado pelo Estacionamento Tarobá do Aeroporto. Tudo isto é somado para formar a imensa energia positiva que visa trazer a coroa de Miss Globe World para o Brasil.

Miss Foz do Iguaçu – A empresa Certames de Beleza já lançou o concurso Miss Foz do Iguaçu edição 2020. Asinscrições já estão abertas e se encerram no dia 10 de novembro. Nesta seleção teremos o nome de Foz do Iguaçu para o Miss Paraná 2020, que acontece no dia 24 de novembro no salão de convenções do Recanto Cataratas Thermas & Resort.

Como fazer a inscrição:
Presencial: Yes Model Agency
Email: certamesdebeleza@gmail.com
WhatsApp: 45 99968 1122


+ Informações/Rede Sociais:

www.certamesdebeleza.com

www.facebook.com/certamesdebeleza

www.instagram.com/certamesdebeleza

Já apoiam o evento:

Cataratas S.A., Grupo Capitão, Tarobá Construções e Churrascaria Rafain.

Organização local

www.certamesdebeleza.com

Assessoria de Imprensa

Silvana Canal: +55 45 9971-8013
Fotos: Alexandre Marchetti