Coronavírus: Prefeitura de Londrina autoriza eventos com até 50 pessoas

A prefeitura de Londrina, no norte do Paraná, publicou na noite de terça-feira (13) um decreto que permite a realização de eventos com até 50 pessoas na cidade.

A autorização é mediante algumas regras como distanciamento social de no mínimo dois metros entre as pessoas nos salões e máximo de seis pessoas nas mesas.

Outra regra imposta pelo decreto é a de que o limite de pessoas presentes no local seja de até 40% da capacidade total para evitar aglomerações.

O texto do decreto também recomenda que não participem dos eventos crianças, idosos, doentes crônicos e gestantes de risco, mas não chega a proibir a presença dessas pessoas.

De acordo com o boletim mais recente da Secretaria Estadual de Saúde do Paraná (Sesa), Londrina tem 11.913 casos confirmados de coronavírus e 258 pessoas já morreram da doença na cidade. Em todo o Paraná são 192.657 confirmações e 4.758 mortes.

Leia mais no G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Decreto libera a celebração de cultos religiosos presenciais em Londrina

Um decreto publicado na noite de quarta-feira (15) pela Prefeitura de Londrina, no norte do Paraná, liberou a realização de cultos religiosos presenciais na cidade.

De acordo com o documento, os cultos podem acontecer desde que estejam limitados a 30% da ocupação do local. O espaço deve estar organizado de uma maneira que os fiéis mantenham distanciamento de dois metros entre si.

Segundo o boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) na quarta-feira (15), Londrina tem 2,1 mil casos confirmados e 96 mortes registradas por Covid-19.

A medida determina que as pessoas só podem ir aos cultos usando máscaras. Os estabelecimentos devem fornecer álcool gel 70% nas entradas e saídas dos cultos.

Os cultos estão liberados para acontecer das 8h às 20h, com uma diferença de pelo menos duas horas entre cada celebração.

Crianças, idosos e pessoas com doenças crônicas não devem participar das celebrações presenciais, segundo o decreto.

Apesar da liberação pela prefeitura, as paróquias católicas da cidade informaram que continuaram fechadas para celebrações presenciais até o dia 31 de julho.